Repositório Digital

A- A A+

Estudo da fenologia de espécies arbóreas em uma floresta semidecídua no Parque Estadual de Itapuã, Viamão, RS

.

Estudo da fenologia de espécies arbóreas em uma floresta semidecídua no Parque Estadual de Itapuã, Viamão, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da fenologia de espécies arbóreas em uma floresta semidecídua no Parque Estadual de Itapuã, Viamão, RS
Outro título Phenological study of arboreal species in a semideciduous forest in Itapuã state park, Viamão, RS
Autor Bencke, Cinara Salete Curra
Orientador Oliveira, Paulo Luiz de
Data 2005
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Ecologia.
Assunto Fenologia
Fitogeografia
Parque Estadual de Itapuã (Viamão, RS)
Sazonalidade
[en] Forest edge
[en] Phenological patterns
[en] Rayleigh test
[en] Sazonality
[en] Tree species
Resumo O presente estudo foi realizado em uma floresta semidecídua no Parque Estadual de Itapuã, no município de Viamão, RS. Este trabalho teve como objetivos: a) descrever e comparar o comportamento fenológico de espécies arbóreas em duas formações fisionômica distintas – uma área de interior de floresta e outra de borda; b) realizar análises de correlação entre as fenofases e as variáveis climáticas pluviosidade e temperatura para o período de estudo e para os seis meses anteriores, e também verificar a existência de correlação entre as fenofases e os dados médios de pluviosidade e temperatura para um período de 30 anos; e c) verificar a existência (ou não) de sazonalidade nas áreas amostradas. O clima da região é subtropical úmido sem estação seca, com temperatura média anual em torno de 19,5oC. A precipitação anual varia entre 1.100 e 1.300 mm e as chuvas são bem distribuídas ao longo do ano. Dados de floração, frutificação, queda foliar e brotamento foram coletados mensalmente para um total de 54 espécies no período entre outubro/2002 e março/2004. As relações entre as fenofases vegetativas e as variáveis climáticas foram similares em ambas as áreas, sugerindo que as espécies amostradas são afetadas de modo semelhante pelo clima. A queda foliar e o brotamento ocorreram simultaneamente nas duas áreas. A queda foliar manteve um padrão irregular e decrescente durante as observações em ambas as áreas, sem picos pronunciados de atividade. Já o brotamento foi intermitente durante o período de observações. O comportamento fenológico das fenofases reprodutivas diferiu nas áreas amostradas. O pico principal de floração ocorreu um mês antes na borda, e no interior da floresta esta fenofase exibiu um pico secundário que não foi observado na borda.Esta foi a fenofase que apresentou mais correlações significativas com as variáveis climáticas consideradas. Assim como a floração, a frutificação também foi constante, evidenciando assincronia entre as espécies. A frutificação apresentou correlação altamente significativa com a pluviosidade do sexto mês precedente no interior da floresta, e correlação significativa com a temperatura 4–5 meses antes e com a temperatura média para o período de 30 anos na borda. As análises de correlação mostraram que as fenofases apresentaram mais correlações significativas com a temperatura do que com a pluviosidade, e que a área de borda teve mais correlações significativas do que a área de interior de floresta. O teste de Rayleigh mostrou que, das fenofases observadas, apenas a queda foliar foi sazonal, embora as demais fenofases tenham apresentado picos de atividade pronunciados no período de amostragem.
Abstract This study was conducted in a semideciduous forest at Itapuã State Park, Viamão municipality, Rio Grande do Sul State, southern Brazil. Its objectives were to: a) describe and compare the phenological patterns of arboreal plant species at two physiognomically distinct sites, one in the interior and the other at the edge of the forest; b) estimate the correlation between the phenological phases and the climatic variables precipitation and temperature for the study period and for each one of the six preceding months, and also between the phenophases and the average monthly rainfall and temperature for a 30 years period; and c) test for the existence of seasonality among the phenological phases in the study sites. Climate in the region is subtropical humid with no pronounced dry season. The mean annual temperature is around 19.5oC. The annual precipitation varies from 1.100 to 1.300 mm and the rains are well distributed throughout the year. Data on flowering, fruiting, leaf fall and leaf flushing for 54 species were collected monthly from October 2002 to March 2004. The relationship between the vegetative phenological phases and climatic variables was similar in both areas, suggesting that the sampled species are affected by the local climate in a similar way. Leaf fall and flushing were simultaneous in both areas. Leaf fall showed an irregular and decreasing pattern throughout the sampling period, with no pronounced peaks of activity. Leaf flushing was intermittent during the observation period. The phenological pattern of the reproductive phenophases differed in the study sites. The main flowering peak occurred one month earlier at the edge site, and at the forest interior this phenological phase showed a secondary peak not detected at the edge. Flowering was the phenological phase most strongly correlated with the climatic variables. Flowering and fruiting were constant, evidencing asynchrony among the sampled species. Fruiting was highly correlated with precipitation 6 months before at the forest interior site, and significantly correlated with temperature 4–5 months before and with average temperature for the 30 year period at the edge site. Correlation analysis showed that the phenological phases were more strongly associated with temperature than with rainfall, and that the edge had more significant correlations with climatic variables than the forest interior. The Rayleigh test revealed that, of all phenological phases considered, only leaf fall was truly seasonal, even though the other phenophases showed pronounced peaks of activity throughout the sampling period.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10000
Arquivos Descrição Formato
000580385.pdf (778.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.