Repositório Digital

A- A A+

O jornal Zero Hora e seus leitores no contexto de convergência jornalística

.

O jornal Zero Hora e seus leitores no contexto de convergência jornalística

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O jornal Zero Hora e seus leitores no contexto de convergência jornalística
Autor Lindemann, Cristiane
Orientador Gruszynski, Ana Claudia
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Cultura da convergência
Jornalismo : Aspectos teóricos
Leitor
Newsmaking
Zero Hora (Jornal)
[en] Collaboration
[en] Journalism
[en] Journalistic convergence
[en] Newsmaking
[en] Readers
Resumo A pesquisa identifica e analisa as transformações dos espaços do leitor decorrentes da convergência jornalística na redação do jornal Zero Hora (ZH) delineando novos elementos, práticas e configurações que derivam da inserção das audiências na produção jornalística institucionalizada. A publicação estudada ocupa a posição de líder em circulação no Rio Grande do Sul e sexta no Brasil e é editada pelo maior conglomerado de mídia do Sul do país, o Grupo Rede Brasil Sul de Comunicação (RBS). Partimos do pressuposto de que a convergência jornalística refere-se a um processo de integração dos modos tradicionalmente separados de comunicação, que afeta as empresas, as tecnologias, o público e os profissionais em todas as fases de produção, distribuição e consumo de conteúdo. Os procedimentos metodológicos adotados abrangeram a pesquisa bibliográfica, pesquisa documental, entrevistas, observação participante e análise de conteúdo. Com base nos valores de legitimidade do campo jornalístico e no atual quadro de convergência, avaliamos as mudanças ocorridas não apenas na redação e nos produtos, mas também no âmbito da gestão empresarial e editorial, considerando infraestrutura organizacional e tecnológica. Analisamos a articulação entre as tensões que se estabelecem em função do jornal ser um produto institucional, comercial e editorial, problematizando a inserção da audiência no newsmaking. Verificamos que a participação significativa dos leitores se dá nos espaços institucionalmente demarcados para eles – 63% das intervenções do jornal impresso na página Do Leitor e 71% das intervenções do jornal digital na seção Participe –, do que inferimos, com base na triangulação dos dados levantados, que o interesse maior é de fidelização do público e não da sua inserção na produção de conteúdo informativo. Constatamos que as ações que visam promover a participação da audiência partem do âmbito da gestão para os profissionais da redação, em um movimento vertical e hierarquizado, o que não favorece a percepção de que os leitores possam ser compreendidos como atores, de fato, no processo produtivo.
Abstract This research identifies and analyzes the transformations on the reader’s space due to journalistic convergence within the newsroom of Zero Hora (ZH) as an outline of new elements, practices and settings derived from audience insertion into institutional journalistic production. The studied newspaper is the leader on circulation in Rio Grande do Sul and the sixth in the country. It is also edited by the largest media conglomerate in the south of Brazil, group Rede Brasil de Comunicação (RBS). The present investigation assumes that journalistic convergence refers to an integration process of traditionally separated means of communication, which affects companies, technologies, public and professionals in every phase of content production, distribution and consumption. The methodological procedures include bibliographic and document research, interviews, participatory observation and content analysis. Based on the journalistic field’s legitimacy values and on the current convergence frame, this study evaluates not only changes occurred on the newsroom and on products, but also on business and editorial management, considering both organizational and technological infrastructure. The articulation between tensions derived from the institutional, commercial and editorial natures of the newspaper as a product is analyzed, questioning the audience’s insertion on newsmaking. It was verified that the reader’s most significant participation takes place on spaces institutionally branded for such – 63% of print interventions are on the page Do Leitor, while 71% of digital interventions are on the section Participe -, from which it is inferred, based on triangulated data, that the larger interest rests on the shaping of public loyalty, not of its insertion on the production of informative content. Also, it was found that actions in order to promote audience participation come from the management scope towards the newsroom professionals, in a vertical and hierarchical movement, which doesn’t favor the perception of readers being comprehended as actual actors in the production process.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/100146
Arquivos Descrição Formato
000929848.pdf (4.689Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.