Repositório Digital

A- A A+

A teoria histórico-cultural de L.S. Vygotsky : uma análise da produção acadêmica e científica no período de 1986-2001

.

A teoria histórico-cultural de L.S. Vygotsky : uma análise da produção acadêmica e científica no período de 1986-2001

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A teoria histórico-cultural de L.S. Vygotsky : uma análise da produção acadêmica e científica no período de 1986-2001
Autor Sarmento, Dirléia Fanfa
Orientador Beyer, Hugo Otto
Co-orientador Dorneles, Beatriz Vargas
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Análise de conteúdo
Avaliação
Bibliometria
Brasil
Ensino superior
Produção científica
Teoria histórico-cultural
Vigotsky, L. S. (Lev Semenovich), 1896-1934.
[en] Historical-Cultural Theory
[en] Lev.S. Vygotsky
[en] Scientific academic production
Resumo Esta pesquisa de cunho bibliográfico, tem como problema de investigação a questão: Como as temáticas pertinentes à Teoria Histórico-Cultural de L.S. Vygotsky, abordadas em artigos, dissertações e teses, produzidas no período de 1986 a 2001, no Brasil, são interpretadas pelos seus autores? O corpus da pesquisa foi composto por artigos, dissertações e teses selecionados a partir dos seguintes critérios: espaço temporal, definição paradigmática e áreas de concentração. Ainda, no caso das dissertações e teses, foi considerado o local de defesa. Para a análise das temáticas, utilizamos a técnica de análise de conteúdo, conforme Bardin (1988). O estudo foi conduzido à luz da Teoria Histórico-Cultural, estabelecendo-se uma interlocução com os autores que fazem parte da escola psicológica sócio-cultural, principalmente Luria (1990, 1992, 1998) e Leontiev (1978a,b,1988); autores estrangeiros que estudam os pressupostos vygotskyanos, tais como Blanck (1996, 1998, 2000), Kozulin (1990), Rivière (1987), Van der Veer e Valsiner (1996) e Wertsch (1988); autoras brasileiras, como Oliveira (1992, 1993) e Rego (1994,1999) e os autores das produções analisadas. A análise dos dados nos possibilitou concluir que: a) a PUCSP, a UFSC, a UNICAMP e a USP podem ser consideradas pólos de difusão da abordagem vygotskyana, pois juntas totalizam 64,3% das dissertações e teses que se definem por esse referencial; b) as áreas da Educação e Psicologia concentram 81,1% das dissertações e teses defendidas; c) os periódicos que possuem o maior número de artigos que se definem pelo referencial vygotskyano, são: Cadernos de Pesquisa da Fundação Carlos Chagas, Educação e Sociedade, Psicologia em Estudo e Psicologia: Teoria e Pesquisa. Encontramos, em cada um desses periódicos, quatro artigos (11,43%), sendo que, juntos, os periódicos citados concentram dezesseis artigos dos trinta e cinco do cômputo geral (45,72%); d) a tendência das investigações realizadas direciona-se para a averiguação da aplicabilidade de pressupostos da Teoria Histórico-Cultural em diversos campos empíricos (principalmente nos contextos que envolvem as áreas já mencionadas); e) as pesquisas de cunho bibliográfico são em número reduzido; f) as temáticas mais pesquisadas são as relativas ao desenvolvimento e à aprendizagem (incluindo-se, nessa, a função do brinquedo no desenvolvimento infantil) e à interação social e suas interfaces no contexto educativo. Acreditamos que os dados obtidos nesta investigação poderão auxiliar outros pesquisadores no que se refere ao estado da produção acadêmica e científica que faz menção às postulações vygotskyanas no período pesquisado e situar as temáticas e as discussões acerca da referida teoria.
Abstract This research, which is of bibliographical character, has as problem of investigation the following: How themes concerning L.S. Vygotsky’s Historical-Cultural Theory, referred to in articles, dissertations and thesis, produced during the period 1986 to 2001 in Brazil, are interpreted by their authors? The corpus of the research was made up of selected articles, dissertations and thesis based on the following criteria: temporal space, paradigmatic definition, and areas of concentration. Still, in relation to dissertations and thesis, the place where the defense of thesis happened was taken into consideration. For the analysis of the themes we used the technique of content analysis, according to Bardin (1988). The study was conducted in light of the Historical-Cultural Theory establishing interlocution with the authors that are part of the social-cultural school of psychology, mainly Luria (1990, 1992, 1998) and Leontiev (1978 a,b. 1988); foreign authors who study Vygotskyan’s conjectures, such as Blanck (1996, 1998, 2000), Kozulin (1990), Rivière (1987), Van der Veer and Valsiner (1996) and Wertsch (1988); Brazilian authors, such as Oliveira (1992, 1993) and Rego (1994, 1999), and the authors of the works analyzed. The analysis of the data has made possible reach the conclusion that: a) PUCSP, UFSC, UNICAMP and USP can be considered main regions of dissemination of the Vygotskyan approach, for together they make up 64.3% of the dissertations and thesis that define themselves based on this referential; b) in the areas of education and psychology there is a concentration of 81.1% of the dissertations and thesis supported; c) the journals that have the largest number of articles which are defined to as of the Vygotskyan referential are: Cadernos de Pesquisa da Fundação Carlos Chagas, Educação e Sociedade, Psicologia em Estudo and Psicologia: Teoria e Pesquisa. We found in each one of these journals four articles (11.43%), altogether there is a concentration of sixteen articles in the mentioned journals from a total sum of thirty-five (45.72%); d) the tendency of the investigations conducted is directed towards examining the applicability of the Historical-Cultural Theory conjectures in various empirical fields (mainly in the contexts that involve the areas already mentioned; e) there is very little research based on bibliography; and f) the themes most investigated are those related to development and learning (including the purpose of toys in the development of children) and social interaction with its interfaces in the educational context. We believe the data obtained in this investigation can help other researchers as to the ways of academic and scientific production which mention the Vygotskyan postulations within the period investigated and establish basis for the themes and discussions on the referred theory.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10015
Arquivos Descrição Formato
000591449.pdf (661.3Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.