Repositório Digital

A- A A+

A sustentabilidade na cadeia orgânica de citrus : um estudo na cooperativa Ecocitrus

.

A sustentabilidade na cadeia orgânica de citrus : um estudo na cooperativa Ecocitrus

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A sustentabilidade na cadeia orgânica de citrus : um estudo na cooperativa Ecocitrus
Autor Palma, Lisiane Celia
Orientador Pedrozo, Eugenio Avila
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócios
Cooperativa agrícola
Desenvolvimento sustentavel : Meio ambiente : Administracao
Sustentabilidade
Resumo Ao longo dos últimos anos, vem sendo discutida e questionada a forma pela qual a sociedade tem buscando o seu desenvolvimento. Em 1987, é publicado, pela Comissão Mundial para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, o conceito de Desenvolvimento Sustentável que é aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer as gerações futuras de atenderem as suas próprias necessidades. Esta ação deixa clara a existência da necessidade global de adoção de um novo tipo de desenvolvimento. Neste processo de transformação, os indivíduos têm um papel fundamental. Porém, para que os reflexos de suas ações sejam ampliados, atingindo a sociedade como um todo, é nas organizações que ações em prol deste desenvolvimento sustentável devem acontecer. Desta forma, é preciso que elas internalizem esta idéia. Entretanto, no ambiente cada vez mais competitivo onde se encontram inseridas, a sustentabilidade apresenta-se como um grande desafio, pois as exigências de uma lógica sustentável nem sempre permitem uma posição competitiva. Apesar das dificuldades, pode-se observar a existência de algumas formas alternativas de organizações em diferentes setores, cujos princípios e propósitos seguem caminhos diferentes ao do paradigma vigente, indo ao encontro de um desenvolvimento mais sustentável. Dentro desta perspectiva, encontra-se a Ecocitrus (Cooperativa dos Citricultores Ecológicos do Vale do Caí), cujo objetivo é “resgatar a agricultura sustentável, socialmente justa, ecologicamente correta e economicamente viável na região onde está inserida”. Adicionalmente, além do fato de ser uma cooperativa e trabalhar com produção orgânica, ela apresenta algumas peculiaridades que facilitam a sua aproximação da sustentabilidade. Deste modo, em sua proposta, a Ecocitrus possui fortes indícios de ser sustentável. Mas, parte-se do pressuposto que, para ser sustentável, uma organização deve ter a idéia de sustentabilidade internalizada, refletindo em suas ações, estando explicitada no seu modo de gerir. Além disso, esta idéia deve ser externalizada, atingindo outras organizações e indivíduos que estão a sua volta, ou seja, todos os seus stakeholders. Sendo assim, o trabalho tem por objetivo identificar se esta cooperativa, mesmo estando inserida em um ambiente competitivo, consegue ser sustentável em sua gestão e relação com stakeholders. Por meio de um estudo de caso foi possível constatar que, internamente, a Ecocitrus consegue ser sustentável, entretanto, externamente, ainda encontram-se algumas dificuldades.
Abstract During the last years, the way the society pursues its own development has been questioned and discussed. In 1987 the World Comission on Environment and Development (WCED) published the concept of Sustainable Development, which is the development that meets the needs of the present without compromising the ability of future generations to meet their own needs. This act makes it clear that there is a global need for a new model of development. In this process of transformation, the individuals have a fundamental role. However, the actions for this sustainable development must happen inside the organizations so that the reflections of its actions are amplified, reaching the society as a whole. Therefore, it is necessary that the organizations internalize this idea. On the other hand, the sustainability is seen as a great challenge in the more and more competitive environment where the organizations are inserted, because the requirements of a sustainable logic not always allow a competitive position. Despite the difficulties, it is possible to observe in different sectors the existence of some alternative forms of organization which principles and purposes diverge from the current paradigm, going towards a more sustainable development. Ecocitrus - Cooperativa dos Citricultores Ecológicos do Vale do Caí (Ecological Citrus Agriculturists Cooperative from Vale do Caí) is placed in this perspective, and its objective is “to restore the sustainable agriculture, socially fair and ecologically correct and economically viable in the region where it is located”. In addition, besides being a cooperative and working with organic production, it presents some peculiarities that facilitate its approach to sustainability. Therefore, in its purpose, Ecocitrus gives strong indications that it is sustainable. However, it is generally estimated that, to be sustainable, an organization must have the idea of sustainability internalized, reflected in its actions and explicit in its management practice. Besides, this idea must be externalized, reaching the other organizations and individuals that surround it, in other words, all its stakeholders. Thus, this work aims to identify if this cooperative reaches the sustainability in its management and relationship with its stakeholders, even if it is inside a competitive environment. By means of a study of case it was possible to evidence that internally Ecocitrus manages to be sustainable, even though externally there are still some difficulties.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10039
Arquivos Descrição Formato
000593917.pdf (801.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.