Repositório Digital

A- A A+

Pacientes em tratamento quimioterápico ambulatorial : conhecimento após o grupo de orientações

.

Pacientes em tratamento quimioterápico ambulatorial : conhecimento após o grupo de orientações

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pacientes em tratamento quimioterápico ambulatorial : conhecimento após o grupo de orientações
Autor Bonini, Juliana Jessy
Orientador Karl, Ivana de Souza
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Cuidados de enfermagem
Educação em saúde
Enfermagem oncológica
Quimioterapia
[en] Chemotherapy
[en] Health education
[en] Nursing care
[en] Oncologic nursing
Resumo O câncer é uma doença que tem como característica o crescimento celular desordenado e acelerado. Dentre as intervenções terapêuticas existentes está a quimioterapia, um tratamento sistêmico que interfere no crescimento e divisão das células tumorais. Os antineoplásicos não possuem especificidade, agindo sobre células saudáveis e causando diversos efeitos colaterais. Assim, o grupo de orientações (GO) para pacientes em quimioterapia é um instrumento fundamental para o desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes para a prática do autocuidado. Esse estudo objetivou verificar o conhecimento dos pacientes em tratamento quimioterápico ambulatorial, após participarem do grupo de orientações. Trata-se de uma investigação qualitativa, com abordagem exploratória-descritiva. O trabalho foi realizado com 15 pacientes do ambulatório de quimioterapia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, que tivessem participado do GO. Foram coletadas informações referentes ao perfil dos participantes e aplicou-se um roteiro de entrevista, composto por questões abertas. Foram entrevistados oito mulheres e sete homens entre 29 e 75 anos. Os participantes apresentaram ter baixa escolaridade e grande parte havia passado pelo grupo há menos de uma semana. Os acompanhantes no GO foram principalmente os companheiros(as) e filhos(as). As informações foram analisadas e categorizadas segundo a análise de conteúdo de Bardin (2011). Os resultados demonstraram que os pacientes conhecem os cuidados relacionados às necessidades humanas básicas, fundamentais no decorrer do tratamento quimioterápico. Destacou-se a busca por conhecimento através de outros profissionais de saúde, internet, televisão e de modo informal, com familiares e amigos. A família foi apresentada como figura essencial no cuidado do paciente, apesar disso, muitos referiram valorizar a prática do autocuidado. O grupo demonstrou ser fundamental na prevenção e manejo dos efeitos adversos do tratamento, preservando a continuidade do mesmo e incentivando o cuidado.
Abstract Cancer is a disease that has as a characteristic cell growth accelerated and disordered. Among the existing therapeutic interventions is chemotherapy, a systemic treatment that interferes with the growth and division of the tumor cells. The antineoplastics are not specific, acting on healthy cells and causing many side effects. The guidelines group (GG) for patients on chemotherapy is a fundamental instrument for the development of skills, abilities and attitudes to the practice of self-care. This study aimed to verify the knowledge of patients in outpatient clinic chemotherapy treatment, after participating in the guidelines group. It is a qualitative research, with exploratory-descriptive approach. The research was conducted with 15 outpatient clinic chemotherapy patients of the Hospital de Clínicas de Porto Alegre, who had participated in the GO. We collected information regarding the profile of participants and applied a screenplay by interview, composed of open questions. Were interviewed eight women and seven men between 29 and 75 years. The participants presented have low educational level and most had passed by the group for less than a week. The escorts in GG were mostly the partners and children. The information has been reviewed and categorized according to content analysis of Bardin (2011). The results showed that patients know the care related to basic human needs, essential in the course of chemotherapy treatment. They reported seeking knowledge through other health-care professionals, internet, television and informally, with family and friends. The family was presented as an essential figure in the care of the patient, but many refer to value the practice of self-care. The group proved to be instrumental in the prevention and management of adverse effects of treatment, preserving the continuity of the same and stimulating the self-care.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/101258
Arquivos Descrição Formato
000931785.pdf (1.117Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.