Repositório Digital

A- A A+

Capacidade funcional de idosos dependentes e a sobrecarga do cuidador familiar

.

Capacidade funcional de idosos dependentes e a sobrecarga do cuidador familiar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Capacidade funcional de idosos dependentes e a sobrecarga do cuidador familiar
Autor Fuhrmann, Ana Cláudia
Orientador Paskulin, Lisiane Manganelli Girardi
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Cuidadores
Idoso fragilizado
Resumo Introdução: A longevidade pode afetar a capacidade funcional dos idosos e o mesmo passa a depender de outras pessoas para suprir suas limitações. O ato de cuidar pode gerar sobrecarga ao cuidador. O presente estudo integra uma investigação maior com cuidadores familiares principais de idosos com dependência para realizar uma ou mais atividades de vida diária. Objetivos: Caracterizar os idosos dependentes e seus cuidadores familiares principais quanto a aspectos socioeconômicos, demográficos, de saúde e relacionados ao cuidado, e verificar a associação entre a capacidade funcional da pessoa idosa e a sobrecarga do cuidador. Métodos: Estudo transversal de abordagem quantitativa, com dados secundários realizado na Unidade Básica de Saúde Santa Cecília do Hospital de Clínicas de Porto Alegre/RS (HCPA), Variáveis socioeconômicas, demográficas e relacionadas ao cuidado, as escalas de Atividades Físicas de Vida Diária (AFVD) e Atividades Instrumentais da Vida Diária (AIVD), e uma escala que avalia a sobrecarga do cuidador foram coletadas entre setembro de 2011 a junho de 2012, com uma amostra de 112 sujeitos. Os dados foram analisados por meio de média, desvio padrão, mediana e intervalo interquartílico para variáveis contínuas e frequência absoluta e relativa para variáveis categóricas. Para verificar a associação entre a capacidade funcional do idoso com a sobrecarga do cuidador foi utilizado o teste de Correlação de Spearman, com o auxílio do programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 18.0 e Microsoft Excel. O estudo maior foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do HCPA (nº 110024). Resultados: A média de idade dos idosos foi de 81,41 anos (± 9,3), o escore médio para as AFVD foi de 10,36 (± 3,4) e de 6,25 (± 3,2) para as AIVD. A maioria (71,4%) possuía dependência grave. Grande parte dos cuidadores era do sexo feminino (75%), filhos dos idosos (61,6%), com média de idade de 57,98 anos e tinham em média 12,2 anos de escolaridade. Mais da metade residiam com o idoso (65%), possuíam despesas com o cuidado (60%) e recebiam auxílio de outras pessoas para cuidar do idoso (58,9%). A média de sobrecarga dos cuidadores foi de 29,53 (±15,1). Houve correlação significativa entre a capacidade funcional dos idosos e a sobrecarga do cuidador. Discussão: Avaliar o grau de sobrecarga do cuidador, através de instrumentos com esse objetivo, permite aos enfermeiros dimensionar o quanto a tarefa de cuidar interfere na qualidade de vida do cuidador e, assim, auxiliar o mesmo no desenvolvimento de estratégias de enfrentamento da situação. Conclusão: Quanto maior a dependência do idoso maior a sobrecarga do cuidador.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/101271
Arquivos Descrição Formato
000931202.pdf (2.225Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.