Repositório Digital

A- A A+

Manifestações patológicas observadas em revestimentos de argamassa : estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS)

.

Manifestações patológicas observadas em revestimentos de argamassa : estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Manifestações patológicas observadas em revestimentos de argamassa : estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS)
Autor Segat, Gustavo Tramontina
Orientador Masuero, Angela Borges
Data 2005
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Mestrado Profissional em Engenharia.
Assunto Argamassa de revestimento : Patologia
Patologia : Construção civil
Resumo Os problemas nos revestimentos têm grande representatividade nas manifestações patológicas incidentes nas edificações. Os revestimentos, principalmente das fachadas, são verdadeiros formadores de imagem do imóvel. Ao declínio funcional do revestimento, provocado pelo surgimento de uma manifestação patológica, soma-se um prejuízo de natureza estética e simbólica, causado pela deterioração visual da edificação. O estudo sistemático dos problemas a partir das suas características manifestações patológicas permite um conhecimento mais aprofundado de suas causas e das possíveis medidas de terapia e prevenção. Nesse sentido, o presente trabalho apresenta os resultados de um estudo de caso em conjunto habitacional popular na cidade de Caxias do Sul (RS). Para tal, foram catalogadas no trabalho, a partir de uma revisão bibliográfica, as manifestações patológicas mais freqüentes em revestimentos de argamassa mista de cimento e cal, classificadas com base na sintomatologia aparente. Na inspeção de campo foram levantados dados acerca das manifestações patológicas incidentes nas fachadas externas de 300 sobrados edificados de forma geminada. O estudo contempla exclusivamente as fachadas que remanescem originais ou com repintura, sendo desconsideradas as fachadas com ampliações de área construída. Os dados foram contabilizados por dois diferentes métodos chamados de Incidência e Intensidade, apurando, respectivamente, a freqüência e a quantidade das manifestações nas fachadas. Os resultados obtidos na análise da distribuição geral das manifestações patológicas indicam que as fissuras do tipo disseminadas apresentam maior freqüência e quantidade de ocorrência, tanto nas fachadas originais como naquelas repintadas. Através da análise da distribuição de cada tipologia de manifestação nos diferentes planos de fachada, são identificados os respectivos mecanismos de formação. Aponta os possíveis fatores intervenientes e condicionantes de ocorrência dos problemas patológicos. O estudo classifica ainda as manifestações patológicas incidentes nas fachadas dos sobrados de acordo com a origem, enquadrando-as como decorrentes de falhas de projeto, de execução, de materiais e de utilização.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10139
Arquivos Descrição Formato
000521616.pdf (1.405Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.