Repositório Digital

A- A A+

Trilhando os caminhos do envelhecimento : o trabalho do assistente social com a população idosa

.

Trilhando os caminhos do envelhecimento : o trabalho do assistente social com a população idosa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trilhando os caminhos do envelhecimento : o trabalho do assistente social com a população idosa
Autor Fergutz, Lauana Silvia
Orientador Reidel, Tatiana
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Serviço Social.
Assunto Assistente social
Envelhecimento
Resumo O presente trabalho versa sobre o trabalho do assistente social em projetos que atendem a população idosa. O interesse de aprofundamento do tema emerge a partir das inquietações advindas da realização do estágio obrigatório em Serviço Social num projeto que atende a população idosa. Evidencia-se no histórico da profissão que esta nem sempre foi considerada como trabalho, mas a partir do movimento de reconceituação e do posicionamento em favor da classe trabalhadora, o assistente social passa a se reconhecer como trabalhador assalariado e que sofre com as transformações ocorridas no mundo do trabalho. Neste contexto, destaca-se o envelhecimento como realidade mundial, e o desafio de envelhecer na conformação da sociedade capitalista que reproduz uma lógica excludente e descartável que se dissemina nas relações sociais. Assim, reitera-se a necessidade de políticas sociais públicas para assegurar condições dignas na velhice e para romper com a discriminação contra esta população. Apresenta-se a pesquisa desenvolvida para subsidiar este Trabalho, que objetivou compreender como se constitui o trabalho dos assistentes sociais em projetos que atendem a população idosa. Utilizou-se o método dialético-materialista para compreensão da realidade, tendo como categorias explicativas: o trabalho do Assistente Social, a identidade profissional e o envelhecimento. Optou-se pelo enfoque qualitativo, tendo sido realizada a análise dos dados através da análise de conteúdo. A coleta de dados foi realizada através de entrevista e a amostra foi composta de três Assistentes Sociais e três idosos que participam dos respectivos projetos. Evidencia-se por meio dos achados da pesquisa, que os assistentes sociais possuem dificuldades em compreender as expressões da questão social como seu objeto de trabalho, e que os meios de trabalho mais utilizados pelos assistentes sociais se deslocados de sua finalidade podem reforçar uma perspectiva tecnicista. Constata-se que os produtos decorrentes do trabalho do assistente social se evidenciam no entendimento de que o mesmo se refere ao campo de acesso aos direitos dos idosos e na transformação de suas relações consigo mesmo e com a sociedade, resultando na melhora das condições de saúde e na qualidade de vida. Salienta-se que para os idosos o trabalho do assistente social traz um benefício bom, geralmente relacionado a sensação de bem-estar e de satisfação de vivenciar esta etapa da vida. Refere-se que a garantia dos direitos dos idosos ocorre em seus trabalhos por meio do acesso a informação, do lazer, do esporte, da cultura, da saúde, da assistência, da habitação e da educação, ainda que nem todos os entrevistados tenham referido que o acesso aos direitos seja finalidade de seu trabalho. Aponta-se como finalidade do trabalho do assistente social com a população idosa a superação das situações de violação de direitos, a qualidade de vida e a produção de satisfação nesta etapa da vida, proporcionando condições para que os idosos possam concretizar seus sonhos. Evidencia-se que a identidade profissional sob ótica dos idosos permanece relacionada a bondade, referindo-se a origem da profissão, colocando os assistentes sociais como boas moças que ajudam aos pobres e distanciando-se do entendimento deste profissional com um trabalhador que luta pela garantia de direitos. Conclui-se reiterando sobre a importância destes espaços de trabalho e a relevância de se prestar um trabalho qualificado junto ao segmento que mais cresce na sociedade, bem como identifica-se que com as conquistas da categoria, muito se avançou no entendimento do fazer como trabalho, mas adverte-se para necessidade de formação permanente. Explicita-se que a relevância deste trabalho apresenta-se na contribuição com o aprofundamento do conhecimento da realidade do trabalho do assistente social com o segmento idoso, influenciando na qualidade dos serviços prestados a esta população.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/101426
Arquivos Descrição Formato
000930785.pdf (560.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.