Repositório Digital

A- A A+

Onde estoy ? Quem soy? O impacto da linguagem na estrutura de valores pessoais de indivíduos biculturais

.

Onde estoy ? Quem soy? O impacto da linguagem na estrutura de valores pessoais de indivíduos biculturais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Onde estoy ? Quem soy? O impacto da linguagem na estrutura de valores pessoais de indivíduos biculturais
Autor Pantoja, Felipe Cohen Ferreira
Orientador Nique, Walter Meucci
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Cultura
Valores culturais
Valores pessoais
Resumo O mundo moderno é um mosaico cultural, com muitas pessoas cruzando fronteiras. Esse movimento contribui sobremaneira para o processo contínuo da Globalização. Em consequência, esta realidade aumenta o nível de diversidade e inovação cultural ao redor do globo e, também estimula o desenvolvimento do biculturalismo, ou seja, da internalização de duas culturas diferentes por um mesmo indivíduo. E a manutenção de duas culturas pode não ser uma tarefa tão trivial, pois pode trazer consequências para o funcionamento cognitivo do ser humano. Um fato importante a ser ressaltado é o de que o aprendizado de uma nova cultura quase sempre está atrelado ao aprendizado da linguagem falada nesta nova realidade. Diante do exposto faz-se o seguinte questionamento: como o uso de diferentes idiomas, mais especificamente os das culturas de origem e de destino pode influenciar nos valores pessoais dos indivíduos biculturais? O presente estudo objetiva estudar os valores pessoais de uma forma diferente da proposta na teoria original sobre o construto e, traz uma evidência de que os valores podem não ser construtos tão estáveis conforme proposto na literatura (SCHWARTZ, 1992; 1994; 2012). De forma geral, os resultados demonstram que quando os indivíduos respondem o questionário em castelhano, os tipos motivacionais de Poder e Realização são mais valorizados quando comparados àqueles que responderam o questionário em português. Já o tipo motivacional Conformidade é significantemente mais valorizado quando as pessoas respondem o questionário em português. De forma mais específica, conclui-se que um brasileiro, ao responder um questionário em castelhano, valoriza mais os tipos motivacionais ligados ao self (Poder e Realização), ao passo que os indivíduos que responderam o questionário em português valorizaram mais o tipo motivacional de conformidade, diretamente relacionado à restrição de ações que possam aborrecer ou prejudicar os outros ou mesmo violar normas e expectativas sociais.
Abstract The modern world is a cultural mosaic, and many people continue to move across borders, contributing more and more to this ongoing process called Globalization. Consequently, this reality increases levels of diversity and cultural innovation around the world and also stimulates the development of biculturalism, which is the internalization of two different cultures by the same person. Furthermore, the maintenance of two different cultures may not be a trivial task, as it can trigger some consequences to the cognitive system of the human beings. It is noteworthy that the act of learning another culture is usually associated to the language spoken at that specific reality. So how can the use of different languages, more specifically those ones associated to the ethnic and foreign cultures, influence the biculturals’ Personal Values? This study aims to study personal values in an innovative way, proposing that values are not very stable as proposed in the main theory about this construct and bring evidences showing that the Personal Values may not be as stable as proposed on the literature (SCHWARTZ, 1992; 1994; 2012). Mainly, the results show that when the bicultural answers the questionnaire in Spanish, Power and Achievement are more valued in comparison to the ones which answered in Portuguese. On the other hand, Conformity is significatively more valued when the subjects answer the questionnaire in Portuguese. Specifically, we concluded that when a Brazilian answers the questionnaire in Spanish, he/she values more the motivational types related to the self (Power and Achievement), whereas the group of Brazilians which answered the questionnaire in Portuguese valued more the Conformity motivational type, strictly associated to the restriction of actions that can upset or harm the other, as well as those ones that can violate social norms and expectations.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/101505
Arquivos Descrição Formato
000932664.pdf (9.390Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.