Repositório Digital

A- A A+

Potencial antifúngico e antibiofilme de diferentes tipos de própolis brasileiras sobre isolados patogênicos de espécies de candida não-albicans

.

Potencial antifúngico e antibiofilme de diferentes tipos de própolis brasileiras sobre isolados patogênicos de espécies de candida não-albicans

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Potencial antifúngico e antibiofilme de diferentes tipos de própolis brasileiras sobre isolados patogênicos de espécies de candida não-albicans
Outro título Antibiofilm and antifungal potential about pathogenic isolates of Candida non-albicans of different types of brazilian propolis
Autor Reidel, Rose Vanessa Bandeira
Orientador Poser, Gilsane Lino von
Co-orientador Fuentefria, Alexandre Meneghello
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Assunto Atividade antifúngica
Biofilmes
Candida
Propolis
[en] Biofilms
[en] Broth microdilution
[en] Candida non-albicans
[en] Propolis
Resumo A própolis é um material resinoso coletado pelas abelhas de diversas partes das plantas como brotos, folhas jovens e exsudatos. É utilizado para embalsamar animais que tenham morrido dentro da colmeia, vedar as paredes e conferir proteção frente a doenças. O emprego desse produto natural com finalidade medicinal remonta a antiguidade, tendo iniciado junto com antigas civilizações como a Egípcia, Grega e Romana e perduram até os dias atuais com ampla utilização em múltiplas finalidades terapêuticas médicas e veterinárias. O objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial antifúngico, a capacidade de remover e inibir biofilmes de espécies de Candida não-albicans de diferentes tipos de própolis e analisar a composição química da própolis obtida do Rio Grande do Sul (RS). Foram realizadas macerações e extrações sequenciais com solventes em ordem crescente de polaridade a fim de purificar os extratos. Em seguida foi feita a determinação da atividade antifúngica pelo método da microdiluição em caldo e o ensaio de remoção e inibição de biofilmes através de teste em corpo de prova (utilizando cateter como material teste). Após, foi realizada a análise química da fração diclorometano de própolis obtida do RS. De modo geral, os extratos e frações de própolis vermelha e própolis nativa do RS demonstraram forte atividade anti-Candida frente às leveduras testadas e significativa capacidade de remoção de seu biofilme aderido em cateteres, como corpo de prova. A própolis verde apresentou baixo espectro de ação antifúngica. A análise química da fração diclorometano de própolis obtida do RS levou ao isolamento dos flavonoides pinocembrina, pinostrobina e pinostrobina chalcona. Os resultados evidenciam o potencial da própolis nativa do RS e da própolis vermelha para o desenvolvimento de novos agentes antifúngicos e desinfetantes contra Candida não-albicans.
Abstract Propolis is a resinous material collected by bees from various plant parts such as buds, young leaves and exudates. It is used to embalm animals that have died inside the hive, seal the walls and confer protection against the disease. The use of this natural product with medicinal purposes dates back to antiquity, having started with ancient civilizations as the Egyptian, Greek and Roman, and lasted to the present day with extensive use in multiple medical and veterinary therapeutic purposes. The aim of this study was to evaluate the antifungal potential, the ability to remove and inhibit biofilms of Candida non-albicans of different types of propolis and analyze the chemical composition of propolis obtained from Rio Grande do Sul (RS). Maceration and sequential extractions with solvents in order of increasing polarity were performed to purify the extracts. Then the antifungal activity was determined by the method of broth microdilution testing and removal and inhibition of biofilms through test of body of proof (catheter using as test material). After, the chemical analysis of the dichloromethane fraction of propolis obtained in RS was performed. In general, the extracts and fractions of propolis of RS demonstrated strong anti-Candida activity across the tested yeasts and significant capacity removal of biofilm attached in catheter, as test body. The green propolis had low action spectrum antifungal. Chemical analysis of the dichloromethane fraction of propolis native to RS led to the isolation of the flavonoids pinocembrin, chalcone pinostrobin and pinostrobin. The results show the potential of the RS native propolis and red propolis for the development of new antifungal agents and disinfectants against non-albicans Candida.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/101512
Arquivos Descrição Formato
000930723.pdf (1.322Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.