Repositório Digital

A- A A+

Estudo da ação do hormônio peptídico stanniocalcina sobre o metabolismo de lipídios

.

Estudo da ação do hormônio peptídico stanniocalcina sobre o metabolismo de lipídios

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da ação do hormônio peptídico stanniocalcina sobre o metabolismo de lipídios
Outro título Study of the stanniocalcin peptide hormone action on lipid metabolism
Autor Sarapio, Elaine
Orientador Silva, Roselis Silveira Martins da
Co-orientador Trapp, Márcia
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia.
Assunto Gluconeogênese
Hormônios
Lipídeos
Metabolismo
Tecido adiposo
[en] Brown adipose tissue
[en] Glyceroneogenesis
[en] Stanniocalcin
[en] White adipose tissue
Resumo As stanniocalcinas (STC1 e STC2) são hormônios glicoproteicos identificados primeiramente em peixes ósseos, relacionados com o metabolismo do cálcio e fosfato. Recentes descobertas evidenciaram que as funções das STCs foram mantidas em mamíferos. A descoberta da localização do receptor para STC1 na membrana mitocondrial de roedores e sua ação como desacopladora da respiração celular sinalizam fortemente um importante papel desse hormônio no metabolismo intermediário de mamíferos. A STC estimula a lipogênese no tecido hepático e muscular de ratos, porém, suas ações sobre o metabolismo do tecido adiposo ainda não foram esclarecidas. No presente trabalho, estudamos o efeito, in vitro, da STC1 e da STC2 humanas, nas concentrações (A: 0,01ng/mL; B: 0,1ng/mL; C: 10ng/mL) no tecido adiposo branco (TAB) e no tecido adiposo marrom (TAM) em Rattus norvegicus machos, 300 ± 50g, alimentados ad libitum e submetidos ao jejum de 24 e 48 horas (n=61). Os resultados obtidos demonstram que, no TAB, a STC1 não apresentou efeito. Contudo, a STC2, nas concentrações A e C, diminuiu a formação de 14CO2 em animais em jejum de 24 horas e nas concentrações A e B, aumentou a incorporação de [214C] piruvato em 14C-glicerol, em animais alimentados (controle). No TAM, a STC1 na concentração B, diminuiu a formação de 14CO2 em animais alimentados (controle). Na mesma concentração, aumentou a incorporação de [214C] piruvato em 14C-glicerol em animais em jejum de 24 horas e aumentou a incorporação de 14C-ácido graxo em animais alimentados (controle). A STC2, na concentração B, diminuiu a formação de 14CO2 em animais alimentados (controle) e aumentou a formação de 14CO2 nos animais em jejum de 24 horas. A STC2 não alterou a via gliceroneogênica neste tecido. A dosagem plasmática do hormônio leptina apresentou acentuada diminuição no grupo jejum 48 horas. As STCs 1 e 2, nas concentrações utilizadas, não alteraram a atividade da enzima PEPCKc nos tecidos estudados (TAB e TAM), em animais alimentados (controle). Em quase todos os tratamentos observamos diferenças marcantes entre animais alimentados e jejuados. Este é o primeiro estudo que mostra as diferentes concentrações das STCs no metabolismo de lipídios.
Abstract The stanniocalcins (STC1 and STC2) are glycoprotein hormones related to the metabolism of calcium and phosphate first identified in fish bone. Recent findings showed that the functions of STCs were maintained in mammals. The discovery of the location of the receptor for STC1 in the mitochondrial membrane, as well as its uncoupling action of cellular respiration in rodents, strongly indicate an important role of this hormone in the intermediary metabolism of mammals. The STC stimulates lipogenesis in the liver and muscle tissue of rats. However, its action on the metabolism of adipose tissue has not yet been clarified. In this work, we studied the effect in vitro of human STC1 and STC2 concentrations (A: 0,01 ng/ml, B: 0,1 ng/ml, C: 10ng/mL) in white adipose tissue (WAT) and in brown adipose tissue (BAT) in male Rattus norvegicus , 300 ± 50 g , fed ad libitum and fasted for 24 and 48 hours (n= 61). The results show that in the WAT, the STC1 had no effect. However, STC2 at concentrations A and C decreased the formation of 14CO2 in fasted rats for 24 hours and the concentrations A and B increased the incorporation of [214C] into 14C-glycerol pyruvate in fed animals (control). In BAT, STC1 concentration B, decreased the formation of 14CO2 in fed animals (control). At the same concentration, increased the incorporation of [2 14C] pyruvate into 14C-glycerol in fasted rats for 24 hours and increased the incorporation of 14C-fatty acid in fed animals (control). The STC2 concentration B decreased the formation of 14CO2 in fed animals (control) and increased the formation of 14CO2 in animals fasted for 24 hours. The STC2 did not alter the glyceroneogenesis pathway in this tissue. The serum levels of leptin showed marked decrease in the group fasting for 48 hours. The STCs 1 and 2, in the concentrations used, did not alter the PEPCKc enzyme activity in the tissues studied (WAT and BAT) in fed animals (control). In almost all treatments we observed striking differences between fed and fasted animals. This is the first study that shows the effect of different concentrations of STCs in the metabolism of lipids.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/101653
Arquivos Descrição Formato
000932557.pdf (11.12Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.