Repositório Digital

A- A A+

Health-related quality of life in Brazil : normative data for the SF-36 in a general population sample in the south of the country

.

Health-related quality of life in Brazil : normative data for the SF-36 in a general population sample in the south of the country

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Health-related quality of life in Brazil : normative data for the SF-36 in a general population sample in the south of the country
Outro título Qualidade de vida relacionada à saúde no Brasil : dados normativos para o SF-36 em uma amostra da população geral do sul do Brasil
Autor Cruz, Luciane Nascimento
Fleck, Marcelo Pio de Almeida
Oliveira, Michele Rosana
Camey, Suzi Alves
Hoffmann, Juliana Feliciati
Bagattini, Ângela Maria
Polanczyk, Carisi Anne
Abstract The objective of this study was to provide normative SF-36 scores in a general population sample in Brazil and to describe differences in mean scores according to socio-demographic characteristics. The SF-36 questionnaire was distributed to a randomly selected sample of the general population of Porto Alegre in the State of Rio Grande do Sul. The response rate was 68% and 755 subjects were included (38% male, 62% female). Lower health status was revealed among females in the 30 to 44 year age bracket, from the lower income class, with less education and selfreported chronic medical conditions. The results and percentiles of scores of the SF-36 are reported as normative data for the general population. The SF-36 was an acceptable and practical instrument for measuring health-related quality of life in a sample of Brazilians. The results of this study can be useful for researchers using the SF-36 questionnaire in other groups to compare the scores with normative data. The SF-36 may prove a valuable tool for discovering vulnerable groups in epidemiological studies due to the ability to discriminate between different population subgroups.
Resumo O objetivo deste trabalho foi disponibilizar escores normativos do SF-36 em uma amostra da população geral no Brasil e descrever as diferenças de escores médios de acordo com características sociodemográficas. O questionário SF-36 foi aplicado a uma amostra aleatória da população geral de Porto Alegre. A taxa de resposta foi de 68% e 755 indivíduos foram incluídos, 38% homens e 62% mulheres. O pior estado de saúde foi visto em mulheres, em indivíduos na faixa etária de 30 a 44 anos, de uma classe econômica mais baixa, com menor escolaridade e com autorrelato de uma condição médica crônica. Os resultados dos escores do SF-36 são apresentados como dados normativos para a população geral. O SF-36 foi um instrumento aceitável e prático para medir a qualidade de vida relacionada à saúde. Os resultados deste estudo podem ser úteis para pesquisadores utilizando o SF-36 em outros grupos para comparar os escores com dados normativos, ele pode ser uma boa ferramenta para detectar grupos vulneráveis em estudos epidemiológicos, pela capacidade de discriminar diferentes subgrupos da população.
Contido em Ciência & saúde coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 18, no. 7 (july 2013), p. 1911-1921
Assunto Estatística aplicada
Estatística médica
[en] Epidemiology
[en] Health status indicators
[en] Quality of life
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/101872
Arquivos Descrição Formato
000893204.pdf (56.65Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.