Repositório Digital

A- A A+

Autoajuda e divulgação científica : interseções

.

Autoajuda e divulgação científica : interseções

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Autoajuda e divulgação científica : interseções
Autor Santana, Patricia Nardelli Pinto
Orientador Rohden, Fabiola
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Assunto Antropologia social
Divulgação científica
Gênero
Literatura de autoajuda
Pease, Allan
Pease, Barbara
Sexo
[en] Gender
[en] Science
[en] Scientific divulgation
[en] Self-help
[en] Sex
Resumo A literatura de autoajuda é um fenômeno recente sobre o qual poucas considerações foram tecidas. Dentre seus muitos representantes, encontram-se aqueles que se utilizam amplamente de recursos científicos para demonstrar seu ponto e embasar suas orientações. Esta dissertação se debruça sobre a obra de dois autores de best sellers deste tipo, Allan e Barbara Pease, e possui o intuito de discuti-la enquanto material de divulgação científica. A partir da análise etnográfica, tentei contextualizar esta produção de autoajuda científica, buscando conecta-la com aspectos mais amplos da sociedade englobante, e investigar as noções de gênero, sexo e natureza contida neles. Esse esforço é realizado sob o viés da investigação sobre a divulgação científica, a saber, a relação entre expertise científica e público leigo Assim, mobilizo referências que exploram a relação entre o conhecimento científico e o público leigo, de modo a não toma-la como relação de mão única. Através da análise do conteúdo dos livros dos autores são pensadas as categorias de autoajuda científica e o modo como são representadas as noções de sexo e gênero. Do mesmo modo, a investigação de algumas fontes científicas mobilizadas por Allan e Barbara Pease permitem pensar o que está em jogo neste tipo de produção literária. Por fim, busco compreender o fenômeno da autoajuda científica no contexto de uma biopolítica do século XXI.
Abstract Self-help literature is a recent phenomenon about which there have been few considerations. Among its many examples, there are those which greatly take from scientific resources in order to get their point across and base their orientations. This dissertation is about the works of two best-selling authors in this genre, Allan and Barbara Pease, intending to discuss them as scientific divulgation material. Through an ethnographic analysis I’ve tried to give context to this production of a scientific self-help literature, connecting it with wider social aspects and investigating the notions of gender, sex and nature in them. This effort is made under the studies of scientific divulgation which means it recognizes the question as a relation that goes both ways between scientific knowledge and common-sense. Thus, I raise a discussion about the content of the authors' books in relation to other materials written about this subject, and I also analyze the way in which their scientific sources are gathered. Finally, I intend to understand the phenomenon of scientific self-help literature in the biopolitical context of the 21st century.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/102214
Arquivos Descrição Formato
000930488.pdf (2.350Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.