Repositório Digital

A- A A+

Práticas, mediações e substâncias : "álcool" e "drogas" nas atividades de um coletivo de pesquisadores

.

Práticas, mediações e substâncias : "álcool" e "drogas" nas atividades de um coletivo de pesquisadores

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas, mediações e substâncias : "álcool" e "drogas" nas atividades de um coletivo de pesquisadores
Autor Zanella, Eduardo Doering
Orientador Rohden, Fabiola
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Assunto Alcoolismo
Antropologia social
Dependência química
Drogas
Etnografia
[en] Alcohol and drugs
[en] Anthropology of science
[en] Ethnography
[en] Medical sciences
Resumo Este trabalho constitui uma pesquisa etnográfica, desenvolvida junto a um coletivo de pesquisadores das ciências médicas, o Centro de Pesquisa em Álcool e Drogas (CPAD), vinculado ao Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Assumindo como ponto de partida que as drogas não constituem entidades pré-existentes, mas substâncias que tomam formas específicas a partir de articulações heterogêneas, objetivo descrever os processos de mediação que envolvem tais substâncias. Trata-se de compreender quais diferenças e transformações são produzidas para estes objetos nos empreendimentos e nas atividades deste centro de pesquisa. Para isto, foco em dois casos: uma parceria estabelecida entre o CPAD e o Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS), e uma coleta de dados empreendida com pacientes usuários de drogas, internados para tratamento de dependência química no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Ao final do trabalho, argumento que a transformação ou a diferenciação das drogas “em si” também modifica aquilo que está em seu “entorno”, de tal modo que natureza e sociedade são mutuamente produzidas nestes processos de mediação.
Abstract This work is an ethnographic research, developed with a collective of researchers of medical sciences, the “Centro de Pesquisa em Álcool e Drogas” (CPAD), linked to the Department of Psychiatry of the “Universidade Federal do Rio Grande do Sul”. Taking as its starting point that drugs are not pre-existing entities, but substances that take a particular shape from heterogeneous articulations, I propose to describe mediation processes involving such substances. I intend to understand the differences and changes that are made to these objects in the projects and activities of CPAD. For this, I focus on two cases: a partnership between the “Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul” (Detran-RS) and CPAD, and a data collection undertaken with drug users, admitted to chemical dependency treatment at the “Hospital de Clínicas de Porto Alegre”. At the end of this work, I argue that the transformation or differentiation of the drugs "themselves" also modifies what is on their "surroundings", in such a way that nature and society are mutually produced in these processes of mediation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/102215
Arquivos Descrição Formato
000930591.pdf (1.472Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.