Repositório Digital

A- A A+

A educação patrimonial e a construção de uma cultura de arquivo

.

A educação patrimonial e a construção de uma cultura de arquivo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A educação patrimonial e a construção de uma cultura de arquivo
Autor Santorum, Graziele Erig
Orientador Enríquez Vivar, Jorge Eduardo
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Arquivologia.
Assunto Arquivo
Educação patrimonial
[es] Archivo
[es] Cultura de archivo
[es] Educación
[es] Educación patrimonio
Resumo Aborda o processo de construção de uma cultura de arquivo a partir do reconhecimento e conscientização da sociedade em relação à importância dos arquivos enquanto patrimônios, responsáveis pela memória e conhecimento da sociedade, promotores de democracia e cidadania. Essa relação é vista como potencial para ser firmada com o público escolar, através de iniciativas de Educação Patrimonial. Para fundamentar tal processo, utilizamos referencial das áreas de Educação, Educação Patrimonial e Arquivologia, além de pesquisarmos o projeto O Arquivo vai à escola: detetives investigadores e defensores do patrimônio, do Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho, para partimos de uma experiência prática de aprendizado dialógico e construído no ambiente escolar. A partir disso, foi possível perceber que a tomada dos arquivos por hábito requer pesquisa aprofundada e comprometimento de diversos seguimentos da sociedade, mas sobretudo, empenho do arquivista.
Resumen Estudia y analiza el proceso de construcción de una cultura de archivo desde el reconocimiento y la concientización de la sociedad al respecto de la importancia de los archivos vistos como patrimonio, así como, responsables por la preservación de la memoria, el conocimiento de una sociedad y promotores de una ciudadania democratica. Esta relación debe ser vista como un potencial vehículo para la afirmación de los segmentos sociales en formación escolar a través de iniciativas como las de la Educación Patrimonial. Para fundamentar y apoyar este proceso, hemos utilizado como referencial teórico, las áreas de Educación, Educación Patrimonio y Archivo, además de investigar y analizar el proyecto "El Archivo va a las escuelas: detectives, investigadores y defensores del patrimonio" que desarrola el Archivo Histórico de Porto Alegre, Moyses Vellinho. Una experiencia práctica de aprendizado dialógico y construído en el ambiente escolar. A partir de esto, nos es posible entender que, el establecer una relación habitual con los archivos, requiere de una investigación profunda sumada al comprometimiento y participación de diversos sectores de la sociedad, pero, sobre todo, el compromiso del Archivero estando consicente de esta realidad.de
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/102301
Arquivos Descrição Formato
000932140.pdf (738.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.