Repositório Digital

A- A A+

Estudo de genes dopaminérgicos e suas interações epistáticas na dependência de crack

.

Estudo de genes dopaminérgicos e suas interações epistáticas na dependência de crack

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo de genes dopaminérgicos e suas interações epistáticas na dependência de crack
Autor Cupertino, Renata Basso
Orientador Bau, Claiton Henrique Dotto
Co-orientador Rovaris, Diego Luiz
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Curso de Biomedicina.
Assunto Dopamina
Dopaminérgicos
Receptores de dopamina D2
Receptores de dopamina D4
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Resumo Vias dopaminérgicas são relacionadas a aprendizagem por reforço/recompensa e, por isso, são frequentemente alvos de estudos envolvendo abuso e dependência de drogas. Diversos genes dopaminérgicos tem sido estudados como possíveis fatores associados com transtornos psiquiátricos, como o Transtorno por Uso de Substância (TUS), por exemplo os genes de receptores dopaminérgicos ou proteínas envolvidas no controle dos níveis de dopamina no Sistema Nervoso Central (SNC). No presente estudo, nós avaliamos o efeito de polimorfismos em alguns dos principais genes dopaminérgicos envolvidos na regulação dos níveis de dopamina e sua função no córtex pré-frontal. A amostra foi composta por 142 mulheres usuárias de crack em processo de desintoxicação. As amostras do grupo controle foram obtidas no banco de sangue do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, incluindo 314 mulheres. Regressão Logística Binominal, Equações de Estimativa Generalizada e Modelo Linear Generalizado foram utilizadas na análise dos dados. Não foram encontrados resultados significativos de efeitos principais ou de interações entre os polimorfismos avaliados sobre a susceptibilidade à dependência de crack. Em relação ao craving e a gravidade também não foram observados efeitos significativos desses polimorfismos. Esses dados devem ser considerados como preliminares, em função do tamanho amostral ser relativamente pequeno.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/102522
Arquivos Descrição Formato
000935346.pdf (926.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.