Repositório Digital

A- A A+

O discurso do telejornalismo de referência : criminalidade violenta e controle punitivo

.

O discurso do telejornalismo de referência : criminalidade violenta e controle punitivo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O discurso do telejornalismo de referência : criminalidade violenta e controle punitivo
Autor Natalino, Marco Antonio Carvalho
Orientador Azevedo, Rodrigo Ghiringhelli de
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Criminalidade
Discurso jornalístico
Telejornalismo
Violência
[en] Discourse
[en] Punitive control
Resumo Assim como outros fenômenos sociais, a violência e a criminalidade, para além de suas práticas e contextos de execução, são revestidas na contemporaneidade de elementos representacionais que as deslocam de seu tempo-espaço específico através da ação de mediadores simbólicos e difusores culturais. Nesse contexto, a mídia de massa, e em especial a televisão, representam a "realidade da violência" a partir de uma lógica própria. O objeto da presente investigação é o discurso do chamado “telejornalismo de referência” (ou telejornalismo de horário nobre) sobre a temática da violência, abordando as notícias sobre a criminalidade violenta e os aparelhos de controle punitivo (ou controle social formal) no Brasil. A partir de um corpus que reúne quatro semanas consecutivas de gravação dos telejornais Jornal Nacional e Jornal da Record em maio e junho de 2005, ao qual se somam 24 programas em setembro e outubro de 2004 e observações sistemáticas de notícias policiais entre abril de 2004 e março de 2006, a pesquisa problematiza a seletividade discursiva jornalística. Objetiva-se reconstruir assim as estratégias discursivas produtoras de uma realidade social sobre a violência em diversos níveis, em especial a partir da veiculação seletiva de temas, argumentações e ideologias. Nesse sentido, buscouse analisar a quem é dada “voz acreditada” por esses telejornais para falar sobre a criminalidade violenta, como se rotulam (ou demonizam) os criminosos e como se constituem as "questões públicas relevantes" a serem relacionadas com a ação do Estado e de seus agentes. Para isso, foram analisadas as vozes acreditadas que compõem a estrutura retórica dos telejornais, a construção narrativa das notícias por meio da rotulação de personagens, assim como a freqüência e a forma de abordagem dos principais temas da discussão sobre a criminalidade violenta no Brasil pelos programas.
Abstract As other social phenomenon, in contemporaneity violence and criminality are, beyond their practices and contexts of actualization, embedded of representational elements that deslocate them from their specific time-space through the action of simbolic mediators and cultural diffusion. On this context, the mass media and specially television represents the “reality of violence” through its own logics. The object of the present research is the discourse of the “reference television newscasts” on the theme of criminal violence and the mechanisms of punitive control (or formal social control) in Brazil. Using a corpus of four consecutive weeks of recording of the television newscasts “Jornal Nacional” and “Jornal da Record” between May and June 2005, besides another 24 programs recorded between September and October 2004, this investigation questions the discursive selectivity of jornalism. Its searches to reconstruct the discursive strategies that produce social reality on violence in many levels, specially through the selective vehiculation of themes, arguments and ideologies. To accomplish this task, it was interpreted for whom these news programs give the “credited voice” to speak on criminal violence, how the criminals are labeled (or demonized) and how the “relevant public questions” to be connected with the action of the state and its agents are constituted. For that, it was described and analyzed the credited voices that compose the rhetorical structure of the telejornals, the narrative construction of the news through the labelling of characters, as well as the frequency and form that the main themes of the discussion on violent criminality were presented on the news .
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10258
Arquivos Descrição Formato
000595623.pdf (1.066Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.