Repositório Digital

A- A A+

O jogo teatral como perspectiva de desenvolvimento da expressividade e do autoconhecimento de jovens e adultos

.

O jogo teatral como perspectiva de desenvolvimento da expressividade e do autoconhecimento de jovens e adultos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O jogo teatral como perspectiva de desenvolvimento da expressividade e do autoconhecimento de jovens e adultos
Autor Gaiger, Paulo José Germani
Orientador Negrine, Airton da Silva
Data 2000
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Corporeidade
Expressão Corporal : Teatro
Teatro : Jogos
[en] Changes
[en] Corporality
[en] Expressiveness
[en] Group
[en] Interaction
[en] Re-humanization
[en] Self knowledge
[en] Theatrical play
[en] World vision and of the other
Resumo Ao identificar a existência de uma procura significativa pela prática do teatro, através da qual um número expressivo de pessoas objetiva o reencontro consigo e com a vida ao invés da preparação do ator e montagem de espetáculo, passei a considerar a possibilidade de o Jogo Teatral constituir-se uma alternativa terapêutica que possa responder a esta expectativa. Ao buscar referências que pudessem somar à minha própria experiência como professor e oficineiro de teatro, encontrei em algumas Práticas Corporais Alternativas, especialmente, na Formação Pessoal, material e estímulo para esta investigação. De certa maneira, aspectos como as interações, a espontaneidade, a criatividade e a expressividade, entre outros, são comuns ao Jogo Teatral e à Formação Pessoal. No Brasil, são poucos os teóricos e estudiosos do teatro que se debruçam sobre esta possibilidade terapêutica do teatro, além de Augusto Boal. Entretanto, em razão das características empregadas nesta investigação, usei como suporte teórico não somente o pensamento de Boal, como os de Koudela e Spolin sobre o Jogo Teatral. Outros autores como Santin, Bertherat, Ceccin, Stanislawski, Arendt, Chekhov, Barba, Negrine, Paín e Mariotti serviram-me muito com seus estudos sobre o teatro, a corporeidade, o lúdico, as interações e entrelaçamentos do ser humano com o outro e com o mundo, levando-me a reflexões e inquietações profundas. A partir destes referenciais teóricos e da experiência prévia, esta investigação definiu-se como descritiva, interpretativa e de corte qualitativo. A metodologia da investigação envolveu a criação de dois grupos de trabalho em caráter livre e voluntário, integrados por participantes vinculados por suas sensações de prazer e desprazer durante as vivências. O primeiro grupo reuniu-se durante quatro meses, duas vezes por semana. O segundo grupo reuniu-se durante um mês e meio, uma vez por semana. Em função das características específicas, selecionei 12 integrantes do 1º grupo e 6 integrantes do 2º grupo para objeto da coleta e análise das informações. As características fundamentais dos encontros foram as vivências e as práticas dos jogos e exercícios teatrais realizadas em dinâmicas individuais, em pequenos grupos e no grande grupo. Em razão disso, os instrumentos de coleta de informações utilizados devem refletir, da melhor maneira possível, estas mesmas vivências e práticas por parte dos participantes. Assim, a observação, o memorial descritivo, a verbalização e a entrevista semi-estruturada são os principais instrumentos empregados. Soma-se à criação dos dois grupos, a experiência no Estágio Docente que realizei com três turmas da graduação durante a investigação e que me serviu como fonte complementar de coleta de informações em uma experiência diferenciada. Impulsionado pelas reflexões teóricas dos diversos autores e pelas experiências prévias e similares, através desta investigação, procurei desvendar um caminho que o indivíduo pudesse lançar-se a abrir, em trocas permanentes com o outro, em busca da consciência do “eu”, do outro e de sua inserção no mundo através do Jogo Teatral.
Abstract When identifying the existence of a significant search for the practice of the theater, through the one which an expressive number of people aim the find of yourself and with the life instead of the actor's preparation and assembly of show, I started to consider the possibility of the Theatrical Game to constitute a therapeutic alternative that can answer to this expectation. When looking for references that could add to my own experience as theater teacher, found in some practices corporal alternatives, especially, in the Personal Formation, material and incentive for this investigation. In a certain way, aspects as the interactions, the spontaneity, the creativity and the expressiveness, among other, are common to the Theatrical Game and to the Personal Formation. They are few the theoretical and studious of the theater that bend on this therapeutic possibility of the theater, besides Augusto Boal. However, in reason of the characteristics used in this investigation, I used as theoretical support not only the thought of Boal, like the one of Koudela and Spolin about the Theatrical Game. Other authors as Santin, Bertherat, Ceccin, Stanislawski, Arendt, Chekhov, Beard, Negrine, Paín and Mariotti served me a lot with its studies about the theater, the corporality, the ludic, the interactions and the human being interlacement with the other and with the world, taking me to reflections and deep inquietudes. From these theoretical referential and of the previous experience, this investigation was defined as, descriptive, interpretative and of qualitative cut. The methodology of the investigation involved the creation of two work groups in free and voluntary character, integrated by participants linked by its pleasure sensations and displeasure during the existences. The first group met for four months, twice a week. The second group met during one and a half month, once a week. In function of the specific characteristics, I selected 12 components of the 1st group and 6 components of the 2nd group for object of the collection and analysis of the information. The fundamental characteristics of the encounters were the existences and the practices of the games and theatrical exercises accomplished in individual dynamics, in small groups and in the great group. In reason of that, the used instruments of collection of information should contemplate, of the best possible way, these same existences and practices on the part of the participants. Thus, the observation, the descriptive memorial, the verbalization and the semi-structured interview are the main instruments employees. It is added to the creation of the two groups, the experience in the Educational Apprenticeship that accomplished with three groups of the graduation during the investigation and that served me as complementary source of collection of information in a differentiated experience. Impelled by the theoretical reflections of several authors and for the previous and similar experiences, through this investigation, I tried to unmask a way that the individual could rush to open, in permanent changes with the other, in search of the conscience of the " self ", of the other and of its insertion in the world through the Theatrical Game.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/102604
Arquivos Descrição Formato
000290763.pdf (1.260Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.