Repositório Digital

A- A A+

Falas docentes sobre a não-aprendizagem escolar nos ciclos

.

Falas docentes sobre a não-aprendizagem escolar nos ciclos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Falas docentes sobre a não-aprendizagem escolar nos ciclos
Autor Fetzner, Andréa Rosana
Orientador Beyer, Hugo Otto
Peroni, Vera Maria Vidal
Co-orientador Esteban, Maria Teresa
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Análise do discurso
Brasil
Dificuldades de aprendizagem
Ensino por ciclos
Professor
Projeto pedagógico
Resumo Esta pesquisa apresenta um estudo sobre a proposta político-pedagógica dos ciclos para compreender as falas de professoras e professores que associam a esta forma de organização escolar a não-aprendizagem de seus alunos. Para a realização deste estudo foram pesquisadas as formas de implementação dos ciclos em três municípios brasileiros, onde as propostas apresentavam diferenças de conceituação e estrutura. A metodologia da pesquisa envolveu estudos documentais e pesquisa de campo em uma escola de cada um dos municípios estudados. O referencial teórico para a análise dos discursos e das práticas docentes foi buscado, prioritariamente, nas contribuições de Vygotski para o entendimento da aprendizagem e dos processos de desenvolvimento humano. Como resultado, obteve-se um entendimento das falas das professoras e dos professores críticos aos ciclos em duas perspectivas: na perspectiva política, através da qual os ciclos são criticados com o argumento de que representam uma forma de desqualificação da escola para os alunos das classes populares e, na perspectiva pedagógica, as críticas afirmam-se na impossibilidade de ensinar a todos os alunos de uma turma escolar, na inviabilidade de atender a alunos com diferentes saberes em uma mesma sala de aula e na necessidade da reprovação como instrumento de coerção. Este estudo desenvolve um diálogo crítico com estas falas docentes.
Abstract This research shows a study about the political-pedagogical proposal of the cycles, carried out for understand the speeches of teachers who associate this type of school organization to difficulties concerning students learning. For achievement of this study were researched the forms of implementation of the cycles in three Brazilian counties, where the proposals presented differences of concepts and implementation structures. The methodology of the research involved documentary studies and field research in one a school of each one of the counties. The theoretical references for practices analysis of the educational practices cycles were sought with priority in the contributions of Vygotski about learning understanding and considering the trials of human development which cycles search references. As the result, we have an understanding of the teacher’s criticism in relation to the cycles considering two perspectives. Considering the political perspective, the cycles are criticized using the argument that they represent a form of unqualified schools for students of popular classes. Considering the pedagogical perspective, the criticisms affirm that the act of teaching it is impossible to all students in a classroom, and as also as to attend the students with different knowledge in the same classroom. As one consequence, these teachers see the need of the reprobation as an instrument of coercion to knowledge. This study develops a critical dialogue with these teacher’s speeches.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10305
Arquivos Descrição Formato
000593892.pdf (602.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.