Repositório Digital

A- A A+

Densitovolumetria em doença pulmonar obstrutiva crônica : correlação do volume de zonas hipoatenuadas com valores de referência da normalidade e o índice "bode"

.

Densitovolumetria em doença pulmonar obstrutiva crônica : correlação do volume de zonas hipoatenuadas com valores de referência da normalidade e o índice "bode"

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Densitovolumetria em doença pulmonar obstrutiva crônica : correlação do volume de zonas hipoatenuadas com valores de referência da normalidade e o índice "bode"
Autor Baldisserotto, Sérgio de Vasconcellos
Orientador Irion, Klaus Loureiro
Moreira, José da Silva
Data 2005
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Pneumologia.
Assunto Densitometria
Enfisema pulmonar
Pneumopatias
Resumo A medida tomográfica do volume de parênquima pulmonar com densidade menor que -950HU é um método validado de quantificação de enfisema pulmonar “in vivo”. Recentemente foram descritas as equações preditoras de normalidade para estes volumes em indivíduos saudáveis, calculadas a partir da equação da reta, ajustada pela superfície corporal. Para aferir a correlação entre valores de densitovolumetria limítrofes de normalidade e o diagnóstico de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), estudamos 37 pacientes com diagnóstico clínico funcional da doença, comparando os resultados das variáveis densitovolumétricas, em inspiração (%Vol-950i) e expiração (%Vol-950e) máximas, com os resultados obtidos em uma amostra de 30 indivíduos saudáveis, previamente estudados. Estratificamos a gravidade da DPOC com a utilização do Índice BODE, um escore prognóstico multidimensional, recentemente validado como melhor preditor de mortalidade da doença.A diferença entre as médias das variáveis %Vol-950i e %Vol-950e em indivíduos hígidos e doentes foi significativa, P < 0,001, com intervalos de confiança 95% de (6,1 a 12,1%) e (3,2 a 7,2%), respectivamente. A sensibilidade do método variou de 94,5% na inspiração a 100% na expiração com especificidade de 96,6% e 100%, respectivamente. Os coeficientes de correlação de Pearson entre a comparação do %Vol-950i e %Vol-950e com o Índice “BODE” foram, respectivamente, r = 0,45 e r = 0,43. Concluímos que o volume de zonas hipoatenuadas apresenta boa correlação com o diagnóstico de DPOC. A correlação destes volumes com gravidade da DPOC, medida pelo Índice “BODE”, permanece indefinida.
Abstract Tomographic assessments of lung volumes with densities lower than - 950HU have been validated in the quantification of emphysema in vivo. Predictive equations for normal volumes in healthy individuals have recently been described. These equations were calculated from line equations adjusted for body surface. The study investigated 37 patients with a functional diagnosis of Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD) to check for any correlations between normal densitovolumetry values and COPD diagnoses. The results of the densitovolumetric variables at maximum inspiration (%Vol-950i) and expiration (%Vol- 950e) were compared with the results of a sample of 30 previously studied healthy subjects. The degree of severity of CPOD was stratified using the BODE Index, a multidimensional prognostic score that has recently been validated as the best mortality predictor for COPD. A significant difference between healthy and diseased individuals was found in the means of %Vol-950i and %Vol-950e, P < 0,001, with the 95% confidence interval ranging from: 6.1 to 12.1% and 3.2 to 7,2%, respectively. Method sensitivity ranged from 94.5% at inspiration to 100% at expiration, with specificity = 96.6% and 100%, respectively. The respective Pearson correlation coefficients between the comparison of %Vol-950i and %Vol-950e with the BODE index were r = 0.45 and r = 0.43.The study shows that the volume of zones with low attenuation shows a good correlation with a diagnosis of CPOD. The correlation of these volumes with the degree of severity of CPOD as determined by the BODE Index remains undefined.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10312
Arquivos Descrição Formato
000595025.pdf (4.899Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.