Repositório Digital

A- A A+

Validação de métodos analíticos e estudo da estabilidade de rabeprazol sódico

.

Validação de métodos analíticos e estudo da estabilidade de rabeprazol sódico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Validação de métodos analíticos e estudo da estabilidade de rabeprazol sódico
Autor Garcia, Cassia Virginia
Orientador Schapoval, Elfrides Eva Scherman
Co-orientador Steppe, Martin
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Assunto Degradacao
Estabilidade
Rabeprazol sódico
Validação : Métodos de análise de fármacos
[en] Degradation products
[en] Rabeprazole sodium
[en] Stability
[en] Validation
Resumo Neste trabalho, foram desenvolvidos e validados métodos qualitativos e quantitativos para o controle de qualidade de rabeprazol sódico, um inibidor da bomba de prótons. O fármaco apresenta eficácia comprovada na cicatrização, alívio de sintomas e prevenção de recidivas de úlceras pépticas e doença do refluxo gastroesofágico. A substância química de referência utilizada nas análises foi caracterizada por espectrofotometria no infravermelho e por espectroscopia de ressonância magnética nuclear. A análise qualitativa foi realizada por cromatografia em camada delgada, espectrofotometria no ultravioleta (UV), cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e eletroforese capilar (EC), possibilitando a identificação das amostras. Os métodos quantitativos validados foram: UV, espectrofotometria ultravioleta derivada de primeira ordem, CLAE e EC. Todos demonstraram ser específicos, lineares, precisos, exatos e sensíveis. Além disso, o teste de dissolução para os comprimidos revestidos contendo rabeprazol foi desenvolvido e validado, obtendo-se um perfil de dissolução satisfatório. Outro objetivo deste trabalho foi o estudo da estabilidade de rabeprazol. Os fatores de degradação avaliados foram a temperatura (50 e 80 ºC), a hidrólise em meio ácido (HCl 0,01-0,1M), a oxidação por peróxido de hidrogênio e a luz (UVC-254 nm e metal haleto). De modo geral, o fármaco demonstrou ser sensível a todos os fatores, principalmente quando em solução, mas de forma mais intensa frente à acidez e luz. A cinética de fotodegradação em metanol frente à lâmpada UVC foi determinada, indicando tratar-se de uma reação de ordem zero. Três produtos da fotodegradação foram isolados e identificados por ressonância magnética nuclear: 1H-benzimidazol, 1,3-diidro-benzimidazol-2-ona e [4-(3-metoxipropoxi)- 3-metil-piridina-2-il]metanol. Alguns resultados sugerem que o 1,3-diidrobenzimidazol- 2-ona também é formado na degradação em meio ácido.
Abstract In this work, qualitative and quantitative methods were developed and validated for the quality control of rabeprazole sodium, a proton pump inhibitor. The drug has proven efficacy in healing, symptoms relief and prevention of relapse of gastric ulcer and gastro-oesophageal reflux disease. The substance used as reference standard in the analysis was characterized by infrared spectroscopy and nuclear magnetic resonance. The qualitative analysis was performed by thin layer chromatography, UV spectrophotometry, high performance liquid chromatography (HPLC) and capillary electrophoresis (CE), allowing the identification of samples. The quantitative methods validated were: UV, first-order derivative spectrophotometry, HPLC and CE. All of them demonstrated to be specific, linear, precise, accurate and sensitive. Besides, the dissolution test for rabeprazole coated tablets was developed and validate, obtaining a satisfactory dissolution profile. Another objective of this work was the study of rabeprazole stability. The degradation factors evaluated were the temperature (50 and 80 ºC), the acid (HCl 0.01-0.1 M), the oxidation by hydrogen peroxide and light (UVC-254 and metal halide). In general, the drug demonstrated to be sensitive to all factors studied, mainly in solution, but in a more intensive way front to acid and light. The photodegradation kinetics in methanol, front to UVC light was determined, indicating a zero-order reaction. Three photodegradation products were isolated and identified by nuclear magnetic resonance: 1H-benzimidazole, 1,3-diidro-benzimidazole-2-one and [4-(3-methoxypropoxy)- 3-methyl-pyridin-2-yl]methanol. Some results suggest that the 1,3-diidrobenzimiazole- 2-one is also formed in the acidic degradation.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/10382
Arquivos Descrição Formato
000598112.pdf (3.803Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.