Repositório Digital

A- A A+

Utilização de carne mecanicamente separada de frango para produção de um hidrolisado protéico a partir de enzimas microbianas

.

Utilização de carne mecanicamente separada de frango para produção de um hidrolisado protéico a partir de enzimas microbianas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Utilização de carne mecanicamente separada de frango para produção de um hidrolisado protéico a partir de enzimas microbianas
Outro título Utilization of mechanically deboned chicken meat for the production of protein hydrolysate using microbial proteases
Autor Rossi, Daniele Misturini
Orientador Ayub, Marco Antônio Záchia
Co-orientador Flôres, Simone Hickmann
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente.
Assunto Enzima
Frango de corte : Carcaca
Indústria agrícola
Resumo A carne mecanicamente separada de frango (CMSF), material oriundo do processamento de carcaças na indústria avícola, foi empregada como fonte protéica para a produção do hidrolisado utilizando enzimas proteolíticas. As condições de hidrólise foram otimizadas usando metodologia de superfície de resposta (MSR). A influência das variáveis temperatura (T), pH e concentração de enzima (E) foram avaliadas em função do Índice de Hidrólise (IH). As condições ótimas encontradas para a enzima Alcalase e Flavourzyme foram T de 50 °C, pH de 7,5 e (E) de 2,5 % e T de 50 °C, pH de 6,0 e (E) de 3,5%, respectivamente. Alcalase obteve uma recuperação protéica de 89 % e a Flavourzyme obteve 66,5 %. Alcalase foi utilizada para a produção do hidrolisado, posteriormente seco em spray-drier, o qual obteve um conteúdo de proteína total de 57,90 %. O hidrolisado apresentou boa qualidade microbiológica e o perfil molecular indicou a presença de pequenas proteínas e peptídeos na faixa de 12 000 a 5807 Da. A avaliação biológica mostrou elevada digestibilidade e NPR para a proteína hidrolisada quando comparada com a caseína, contrastando com os baixos valores encontrados para metionina e cistina na análise de aminoácidos.
Abstract Mechanically deboned chicken meat (MDCM), obtained from surplus carcasses in the poultry process industry, was used as a source to the production of protein hydrolysates using proteolytic enzymes. Hydrolysis conditions were optimized using the response surface methodology (RSM). The influence of the process variables temperature (T ºC), pH and enzyme concentration, (E) was studied with regard to the hydrolysis index (HI). The optimum values for Alcalase and Flavourzyme were T of 50 ºC, pH of 7.5 and (E) of 2.5 % and T of 50 ºC, pH of 6.0 and (E) of 3.5 %, respectively. Alcalase recovered 89 % of protein and Flavourzyme 66.5 %. The Alcalase was used to produce the spray-dried hydrolysate and obtained 57.90 % of total protein. The spray-dried hydrolysate presented good microbiological quality and molecular weight ranging from 5,807 to 12,000 Da. The biological evaluation showed high digestibility and NPR to protein hydrolysate when compared with casein, contrasted with the low values of methionine and cystine found in amino acid analysis.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10385
Arquivos Descrição Formato
000595947.pdf (1.228Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.