Repositório Digital

A- A A+

Caminhos para dançar-se : Elementos da psicanálise no processo criativo de Pina Bausch

.

Caminhos para dançar-se : Elementos da psicanálise no processo criativo de Pina Bausch

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caminhos para dançar-se : Elementos da psicanálise no processo criativo de Pina Bausch
Autor Travi, Maria Tereza Furtado
Orientador Nunes, Silvia Balestreri
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas.
Assunto Bausch, Pina 1940-.
Danca : Teatro
Processo de criação
Psicanálise
Subjetividade
[en] Creative process
[en] Dance-theater
[en] Psychoanalysis
[en] Subjectivity
Resumo Esta pesquisa é um desdobramento de um estudo iniciado em 2009, no qual a autora investigou a relação do processo criativo de Pina Bausch com a psicanálise freudiana, no que se refere ao acesso ao inconsciente através da associação livre. A partir da aproximação dessas duas áreas, o atual trabalho tem como objetivo aprofundar essa comparação, ampliando a análise bibliográfica, bem como investigar se o processo coreográfico de Pina Bausch assemelha-se ao processo psicanalítico também quanto às concepções de setting e transferência/repetição. A partir daí, a autora propõe a psicanálise freudiana como uma possível potencializadora do dançar-se, considerando a subjetividade clivada como fonte de criação de movimentos. Para essa investigação, a autora partiu de sua vivência pessoal, enquanto analisanda e bailarina, fundamentando sua pesquisa em autores como Bentivoglio, Gil, Cypriano, Fernandes, Lima e Galhós, no campo da dançateatro de Pina Bausch; e Freud, rodeado de alguns de seus pesquisadores, como Laplanche e Pontalis, Sandler, Greenson, Garcia-Roza, Roudinesco e Zimerman.
Abstract This research is the outspreading of a study started in 2009, in which the author investigated the relation between Pina Bausch’s creative process and Freud’s psychoanalysis, regarding the access of the unconscious through free association. From the approximation of these two areas, the present study has as its objective to deepen this comparison, broadening the literature review, as well as investigating if Pina Bausch’s choreographic process is similar to the psychoanalytical when it comes to the conception of setting and transference/repetition. From that point, the author proposes Freud’s psychoanalysis as a possible catalyst of the dancing, considering the cleaved subjectivity as a source of creation of movements. For this investigation the author started from her personal life, as ballerina, substantiating her research with authors such as Bentivoglio, Gil, Cypriano, Fernandes, Lima and Galhós, in the area of dance-theater of Pina Bausch; and Freud, surrounded by some of his researchers, such as Laplanche and {pontalis, Sandler, Greenson, Garcia-Roza, Roudinesco and Zimerman.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/103913
Arquivos Descrição Formato
000937978.pdf (646.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.