Repositório Digital

A- A A+

Racionalidade limitada entre agricultores familiares produtores de tabaco no Vale do Rio Pardo-RS

.

Racionalidade limitada entre agricultores familiares produtores de tabaco no Vale do Rio Pardo-RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Racionalidade limitada entre agricultores familiares produtores de tabaco no Vale do Rio Pardo-RS
Autor Andrade, Marcelo Moraes de
Orientador Silva, Leonardo Xavier da
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura familiar
Rio Grande do Sul
Tabaco
Vale do Rio Pardo, Região (RS)
[en] Family farming
[en] Rationality
[en] Tobacco production
Resumo Através desta dissertação objetivou-se analisar o processo de racionalidade que sustenta a decisão de agricultores familiares em produzir ou deixar de produzir tabaco. Para tanto, foram entrevistados 63 agricultores da microrregião do Vale do Rio Pardo, no estado do Rio Grande do Sul. As informações foram analisadas tendo como auxílio analítico a racionalidade limitada proposta por Herbert Simon e utilizada pelos estudiosos da Nova Economia Institucional. Por meio desta abordagem, buscou-se compreender quais as motivações e fatores que agem na conduta dos agricultores em produzir tabaco. A análise foi desenvolvida através de dados quantitativos e qualitativos, tendo sido utilizado para coleta de dados empíricos questionário semi estruturado para condução das entrevistas com os agricultores. Por meio da identificação dos principais agentes envolvidos na produção de tabaco, constatou-se que a atividade é resultado de uma estrutura organizacional e social complexa, constituída por diversos agentes interdependentes. Suas atuações são baseadas em normas sociais, culturais e econômicas estabelecidas pelo contexto institucional. As relações dos agricultores e as agroindústrias se caracterizam por um padrão de evolução desigual e contraditório. Apesar da racionalidade limitada, as reações dos agricultores frente ao conflito cognitivo causado pelo descontentamento com sua situação atual e as poucas ou inexistentes alternativas de mudanças, estão, essencialmente, ligadas a elementos estruturais e subjetivos. Mesmo considerando a ação da racionalidade limitada, os elementos estruturais e subjetivos, a situação atual dos agricultores e seus projetos futuros, em muitos casos encontrados nesta pesquisa, suas reações frente a decisão em produzir ou deixar de produzir tabaco são mais pautadas por falta de opção do que pela ação da racionalidade limitada dos agricultores. Soma-se a esses fatores carências de organização dos agricultores e informações incompletas sobre o setor produtivo.
Abstract This dissertation aimed to analyze the process of rationality that sustains the decision of family farmers to produce or stop producing tobacco. To that end, 63 farmers from Vale do Rio Pardo microregion, in the state of Rio Grande do Sul, were interviewed. The information was analyzed with the analytical aid of bounded rationality, proposed by Herbert Simon and used by scholars of the New Institutional Economics. Using this approach, it was sought to understand the motivations and factors that lead the farmers to grow tobacco. The analysis was developed through quantitative and qualitative data empirically obtained in a semi-structured questionary used to conduct the interviews with farmers. Through the identification of key players involved in tobacco production, it was found that the activity is the result of a complex organizational and social structure consisting of many interdependent agents. Their performances are based on social, cultural and economic rules established by the institutional context. The relationships between farmers and agribusinesses are characterized by a pattern of uneven and contradictory development. Despite the bounded rationality, the reactions of farmers across the cognitive conflict caused by dissatisfaction with their current situation and few or no alternatives for change are essentially linked to structural and subjective elements. Even considering the action of bounded rationality, structural and subjective elements, the current situation of farmers and their future projects, in many cases found in this study, their reactions to the decision to produce or stop producing tobacco are more guided by lack of choice than by the action of bounded rationality of farmers. Added to these factors are farmers´ deficiencies in organization and incomplete information on the productive sector.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/103969
Arquivos Descrição Formato
000929962.pdf (2.446Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.