Repositório Digital

A- A A+

Moscas frugívoras (Diptera: Tephritidae) e parasitóides associados a mirtáceas e laranjeira 'céu' em Motenegro e Harmonia, RS

.

Moscas frugívoras (Diptera: Tephritidae) e parasitóides associados a mirtáceas e laranjeira 'céu' em Motenegro e Harmonia, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Moscas frugívoras (Diptera: Tephritidae) e parasitóides associados a mirtáceas e laranjeira 'céu' em Motenegro e Harmonia, RS
Outro título Frugivorous flies (DIPTERA: TEPHRITOIDEA) and associated parasitoids in myrtaceans and ‘CÉU’ orange trees in montenegro and harmonia, RS
Autor Gattelli, Tacimara
Orientador Dal Soglio, Fabio Kessler
Co-orientador Redaelli, Luiza Rodrigues
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Entomologia agricola
Inseto : Controle biologico
Mosca das frutas
Parasito de planta
Praga de planta
Resumo Estudos referentes aos dípteros frugívoros e seus parasitóides são importantes por fornecerem informações que podem ser utilizadas para o seu manejo. Este estudo teve o objetivo de reconhecer as espécies de moscas, seus parasitóides e os índices de parasitismo em mirtáceas: pitangueira (Eugenia uniflora L.), guabirobeira (Campomanesia xanthocarpa Berg.), araçazeiro (Psidium cattleianum Sabine), goiabeira (Psidium guajava L.) e goiabeira serrana (Feijoa sellowiana Berg.) bem como em laranjeira ‘Céu’ [Citrus sinensis (L.) Osbeck] (Rutaceae), na região do Vale do Caí, RS. Os frutos foram coletados no período de maturação de cada espécie frutífera entre outubro de 2004 e julho de 2005, levados ao laboratório e acondicionados em potes com areia mantidos a 25 ± 1ºC; 80 ± 10% UR e fotofase de 12 horas. Os pupários obtidos foram individualizados e suas características foram registradas. De Tephritidae foi registrada apenas Anastrepha fraterculus (Wied.), e de Lonchaeidae, Neosilba n. sp. 3, Neosilba zadolicha McAlpine & Steyskal e Neosilba certa (Walker) (as duas últimas são novos registros para o Rio Grande do Sul). Apenas em araçá, todas as espécies de moscas foram registradas. Quanto aos parasitóides, foram obitidos os braconídeos, Doryctobracon areolatus Szépligeti, Doryctobracon brasiliensis (Szépligeti), Utetes anastrephae (Viereck) e Opius sp. e os figitídeos, Aganaspis pelleranoi (Brèthes) e Odontosema albinerve Kieffer (novo registro para o Rio Grande do Sul), todos associados a Tephritidae. Doryctobracon areolatus foi o mais freqüente e abundante e só não ocorreu em larvas em pitanga. O maior índice de parasitismo total foi registrado em larvas associadas à guabiroba (23,6%) e o menor em larvas em laranja ‘Céu’ (0,5%). Os resultados evidenciam a importância das fruteiras nativas como reservatórios de inimigos naturais, as quais manejadas adequadamente podem contribuir significativamente para o controle biológico natural
Abstract Studies concerning dipterans frugivorous and their parasitoids are important as source of information that could be used for its management. This study aimed to recognize the fly species, its parasitoids and the parasitism indices occurring in myrtaceans: Surinam cherry tree (Eugenia uniflora L.), guabiroba tree (Campomanesia xanthocarpa Berg.), Brazilian guava (Psidium cattleianum Sabine), guava (Psidium guajava L.) and ‘serrana’ guava (Feijoa sellowiana Berg.); and in ‘Céu’ orange tree [Citrus sinensis (L.) Osbeck] (Rutaceae), in the Caí Valley region, RS. The fruits were collected between October 2004 and July 2005, in the respective ripening phase of each fructiferous species, and taken to the laboratory, maintained in containers with sand, in 25 ± 1ºC; 80 ± 10% RH and 12 h photophase. The obtained pupae were individualized and had their characteristics registered. Anastrepha fraterculus (Wied.) was the only species of Tephritidae encountered. Species of Lonchaeidae were Neosilba n. sp. 3, Neosilba zadolicha McAlpine & Steyskal and Neosilba certa (Walker) (the last two are new records in Rio Grande do Sul). Only in Brazilian guava all fly species were recorded. Regarding parasitoids, it was obtained the braconids Doryctobracon areolatus Szépligeti, Doryctobracon brasiliensis (Szépligeti), Utetes anastrephae (Viereck) and Opius sp. and the Figitidae Aganaspis pelleranoi (Brèthes) and Odontosema albinerve Kieffer (new record in Rio Grande do Sul), all of them associated to Tephritidae. Doryctobracon areolatus was the most frequent and abundant but did not occurred in larvae in Surinam cherry. The highest parasitism index was recorded on larvae associated to guabiroba (23.6%) and the lowest on larvae in ‘Céu’ orange (0.5%). The results evidenced the importance of native fruit trees as reservoirs of natural enemies, which adequately managed may contribute significantly to the natural biological control.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10401
Arquivos Descrição Formato
000598190.pdf (743.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.