Repositório Digital

A- A A+

Características de atividade das células natural killer em pacientes com esclerose sistêmica

.

Características de atividade das células natural killer em pacientes com esclerose sistêmica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Características de atividade das células natural killer em pacientes com esclerose sistêmica
Autor Salim, Patrícia Hartstein
Jobim, Mariana de Sampaio Leite
Bredemeier, Markus
Chies, Jose Artur Bogo
Brenol, João Carlos Tavares
Jobim, Luiz Fernando Job
Xavier, Ricardo Machado
Resumo Estudos têm relatado um aumento da expressão das células natural killer (NK) no sangue periférico de pacientes com esclerose sistêmica (ES). Essas células fazem parte da imunidade inata, reconhecendo células infectadas por meio dos receptores killer immunoglobulin-like receptor (KIR), que apresentam acentuado polimorfismo. Um novo modelo foi proposto prevendo a atividade das células NK, avaliando o excesso de ativação (EA), excesso de inibição (EI) ou se a célula está funcionalmente em equilíbrio (balance, B) (neutra). Objetivo: Avaliar a atividade das células NK em pacientes com ES e comparar com grupo-controle. Método: Cento e dez pacientes com ES e 115 controles foram estudados. Foi aplicado um novo modelo que prevê a atividade das células NK. Para esse método, considerou-se cada célula com seu respectivo ligante KIR/HLA-C e Bw4. A nomenclatura utilizada foi EA, EI e B. Resultados: Nossos resultados mostraram que 63,5% dos controles saudáveis apresentavam o fenótipo KIR caracterizado por EI, em comparação com 39,1% dos pacientes com ES (P=0,001). Considerando-se somente indivíduos com presença de KIR2DL2 (KIR2DL2+), encontramos 34,7% de EI em controles sadios e 10,9% em pacientes com ES (P < 0,001). Conclusão: Em nosso estudo, o modelo que prevê a ação das células NK mostrou que controles sadios têm maior frequência de EI quando comparados a pacientes com ES, sugerindo um efeito protetor do EI contra o desenvolvimento da ES. Outros estudos, porém, devem ser realizados para confi rmar nossos dados.
Contido em Revista brasileira de reumatologia = Brazilian journal of rheumatology. Campinas. Vol. 53, n. 1 (2013), p. 66-74
Assunto Autoimunidade
Células matadoras naturais
Escleroderma sistêmico
Receptores KIR
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/104146
Arquivos Descrição Formato
000930481.pdf (267.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.