Repositório Digital

A- A A+

Políticas de inclusão social no Brasil contemporâneo e educação da maternidade

.

Políticas de inclusão social no Brasil contemporâneo e educação da maternidade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Políticas de inclusão social no Brasil contemporâneo e educação da maternidade
Outro título Social inclusion policies in contemporary Brazil and the education of motherhood
Outro título Políticas de inclusión social en el Brasil contemporáneo y educación de la maternidad
Autor Klein, Carin
Meyer, Dagmar Elisabeth Estermann
Borges, Zulmira Newlands
Resumo Este artigo problematiza processos de produção e veiculação de representações de maternidade, tomando por base políticas de inclusão social no Brasil contemporâneo. Ancora-se na noção de “politização do feminino e da maternidade”, que se refere a uma rede discursiva que delineia pedagogias que, ao educarem mulheres como mães, as situam ao lado do Estado, corresponsabilizando-as no enfrentamento de questões estruturais da pobreza, uma vez que são apresentadas como parceiras estratégicas que devem agir de forma decisiva na resolução de problemas sociais mais amplos. Dessa forma, as mulheres-mães são posicionadas em inúmeras políticas de inclusão social como agentes fundamentais para a resolução de problemas sociais.
Abstract This article discusses the production and diffusion of representations of motherhood, based on social inclusion policies in contemporary Brazil. It is anchored in the notion of “politicization of women and motherhood”, which refers to a discursive network that delineates pedagogies which, while educating women as mothers, place them alongside the State. Thus, they become co-responsible in coping with structural issues of poverty, since they are presented as strategic partners who must act decisively in resolving broader social problems. In this way, women-mothers are positioned in numerous social inclusion policies as key agents for solving social problems.
Resumen Este artículo problematiza procesos de producción y vehiculización de representaciones de la maternidad, tomando por base políticas de inclusión social en el Brasil contemporáneo. Se basa en la noción de “politización de lo femenino y de la maternidad” que se refiere a una red discursiva que delinea pedagogías que, al educar mujeres como madres, las sitúan al lado del Estado, corresponsabilizándolas para enfrentar cuestiones estructurales de la pobreza, una vez que son presentadas como aliadas estratégicas que deben actuar de forma decisiva en la resolución de problemas sociales más amplios. De este modo las mujeres-madre son posicionadas en un sinnúmero de políticas de inclusión social como agentes fundamentales para la resolución de problemas sociales.
Contido em Cadernos de pesquisa. São Paulo, SP. Vol. 43, n. 150 (set./fez. 2013), p. 788-811
Assunto Brasil
Educação infantil
Gênero
Maternidade
Mulher
Política educacional
Política educacional
Programa Nacional Bolsa Escola.
Representação
[en] Family
[en] Gender relationships
[en] Maternity
[en] Public policies
[es] Maternidad
[es] Relaciones de género
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/104354
Arquivos Descrição Formato
000938129.pdf (236.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.