Repositório Digital

A- A A+

Juventudes, moratória social e gênero : flutuações identitárias e(m) histórias narradas

.

Juventudes, moratória social e gênero : flutuações identitárias e(m) histórias narradas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Juventudes, moratória social e gênero : flutuações identitárias e(m) histórias narradas
Outro título Youths, social moratorium and gender : identity fluctuation and/in narrated stories
Autor Andrade, Sandra dos Santos
Meyer, Dagmar Elisabeth Estermann
Resumo O artigo desdobra-se de uma pesquisa inscrita nos campos dos estudos de gênero e culturais em articulação com o pós-estruturalismo foucaultiano, que focalizou a relação entre juventudes e processos de escolarização. O trabalho de campo incluiu entrevistas narrativas realizadas com 19 jovens, observações do espaço escolar e discussões em grupo com estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de uma escola estadual da periferia de Porto Alegre/RS. Aqui, apresentamos uma análise cultural das narrativas juvenis, na qual problematizamos o conceito de moratória social para discutir relações entre juventude, moratória social e gênero. Nessa análise, o processo de escolarização emergiu como um forte componente da moratória e como o lugar onde se ancoram as experiências que importam, na perspectiva dos/as próprios/as jovens, quando se trata da constituição de seu futuro, de seu vir a ser. Evidenciou-se, também, que a juventude se oferece de modo diferente a jovens homens e mulheres e que elas e eles vivem a moratória em tempos e de modos distintos, principalmente quando ao gênero se articula a dimensão de classe.
Abstract The article unfolds from a research enrolled in the fields of gender and cultural studies in conjunction with Foucauldian post-structuralism, which focused the relation between youths and schooling processes. The fieldwork included narrative interviews conducted with 19 youngsters, observations of the school space and group discussions with students of Youth and Adult Education (Educação de Jovens e Adultos – EJA) from a State School located in the outskirts of Porto Alegre/RS. We present here a cultural analysis of juvenile narratives, in which we problematize the concept of social moratorium in order to discuss relations between youth, social moratorium and gender. In this analysis, the schooling process emerged as a strong component of the moratorium and as the place where experiences that matter from the perspective of youngsters are anchored, concerning their future and their becoming. It was also evident that youth offers itself differently to young men and women and that they live the moratorium in diverse times and ways, especially when the dimension of class is articulated to gender.
Contido em Educar em revista. Curitiba, PR. Nesp. 1 (2014), p. 85-99
Assunto Educação de jovens e adultos
Gênero
Juventude
Pós-estruturalismo
[en] Gender studies
[en] Post-structuralism
[en] Social moratorium
[en] Youth
[en] Youth and adult Education
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/104358
Arquivos Descrição Formato
000937920.pdf (473.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.