Repositório Digital

A- A A+

Efeitos á curto prazo de um programa multidisciplinar de reabilitação pulmonar em pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica

.

Efeitos á curto prazo de um programa multidisciplinar de reabilitação pulmonar em pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos á curto prazo de um programa multidisciplinar de reabilitação pulmonar em pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica
Autor Oliveira, Carla Tatiana Martins de
Orientador Knorst, Marli Maria
Data 2004
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Pneumologia (até 2006).
Assunto Doença pulmonar obstrutiva crônica
Reabilitação
Resumo A reabilitação pulmonar é uma terapia recomendada para pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) sintomática. O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos a curto prazo de um programa multidisciplinar de reabilitação pulmonar (PMRP) em pacientes portadores de DPOC. Foram incluídos 54 pacientes consecutivos, estáveis, ambulatoriais com doença moderada a grave (volume expiratório forçado no primeiro segundo - VEF1 - 1,00 ± 0,31 l, 35,6 ± 10,8% do previsto; idade de 63,2 ± 8,0 anos; 37 homens) num PMRP de 8 semanas. O programa consistia de sessões educacionais, exercícios físicos supervisionados em cicloergômetro e apoio nutricional e psicológico. Os desfechos medidos foram: variáveis funcionais (espirometria e teste da caminhada), dispnéia (escala de Borg), Índice de Massa Corporal (IMC), qualidade de vida (QV; Questionário Respiratório do Hospital Saint George – SGRQ) e conhecimento sobre a doença. Não houve mudanças significativas no VEF1 após reabilitação pulmonar (p>0,05). A distância caminhada (DC) aumentou de 389 ± 98 metros para 449 ± 78 metros após o PMRP (p< 0,0001); em 25 pacientes o aumento na DC foi superior a 54 metros. Houve melhora da dispnéia durante o exercício após a reabilitação (4,07 ± 2,84 versus 2,31 ± 2,00; p<0,001). Ocorreu redução significativa do IMC nos pacientes com sobrepeso ou obesidade (p<0,0001). Observou-se melhora significativa no escore total de QV (57,4 ± 17,7 versus 45,5 ± 15,4; p<0,0001), no domínio sintomas (52,8 ± 21,9 versus 40,8 ± 18,2; p<0,001), atividades (73,2 ± 16,2 versus 63,3 ± 16,0; p<0,0001) e impacto (49,5 ± 21,6 versus 37,2 ± 18,6; p<0,0001) após o PMRP. Em 43 pacientes a QV melhorou mais que 4 pontos. Houve aumento significativo nos conhecimentos sobre a doença (71,5% versus 82,2%; p<0,001). Nossos resultados demonstram que pacientes com DPOC têm benefícios em múltiplos desfechos com a reabilitação pulmonar.
Abstract Pulmonary rehabilitation is a recommended therapy for symptomatic Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD) patients. The aim of our study was to evaluate the short term effects of a multidisciplinary pulmonary rehabilitation program (MPRP) in patients with COPD. We included 54 consecutive, stable, outpatients with moderate or severe disease (Forced expiratory volume in one second, FEV1 1.00 ± 0.31 L, 35.6X ± 10.8% predicted; age 63,2 ± 8,0 years; 37 male) in an 8-week MPRP. The program consisted of educational sessions, supervised exercise sessions in cycle ergometer and nutritional and psychological support. The outcomes measured were: functional variables (spirometry and 6- minute walk test), dyspnea (Borg scale), Body Mass Index (BMI), health status (HS; SGRQ–Saint George’s Hospital Respiratory Questionnaire), and knowledge about the disease. There were no significant changes in FEV1 after pulmonary rehabilitation (p>0.05). The walking distance (WD) increased from 389 ± 98 meters to 449 ± 78 meters after MPRP (p< 0.0001); the WD increase was higher than 54 meters in 25 patients. There was an improvement in dyspnea during exercise after rehabilitation (4.07 ± 2.84 versus 2.31 ± 2.00; p<0.001). BMI reduced significantly in overweight or obese patients (p<0.0001). A significant increase in total score of health status (57.4 ± 17.7 versus 45.5 ± 15.4; p<0.0001), in symptom domain (52.8 ± 21.9 versus 40.8 ± 18.2; p<0.001), activities (73.2 ± 16.2 versus 63.3 ± 16.0; p<0.001), and impact (49.5 ± 21.6 versus 37.2 ± 18.6; p<0.0001) was observed after MPRP. The health status improved more than 4 points in 43 patients. There was a significant improvement in knowledge about the disease. Our results demonstrate that COPD patients have benefits in multiple outcomes with pulmonary rehabilitation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/104576
Arquivos Descrição Formato
000940446.pdf (420.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.