Repositório Digital

A- A A+

Investigando enunciados sobre a interdisciplinaridade no contexto das mudanças curriculares para o ensino médio no Brasil e no Rio Grande do Sul

.

Investigando enunciados sobre a interdisciplinaridade no contexto das mudanças curriculares para o ensino médio no Brasil e no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Investigando enunciados sobre a interdisciplinaridade no contexto das mudanças curriculares para o ensino médio no Brasil e no Rio Grande do Sul
Autor Mozena, Erika Regina
Orientador Ostermann, Fernanda
Co-orientador Santos, Flavia Rezende Valle dos
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física.
Assunto Análise do discurso
Bakhtin, Mikhail Mikhailovich 1895-1975.
Ensino de fisica
Ensino médio : Brasil
Interdisciplinaridade
Política educacional : Brasil
Resumo A partir das mudanças curriculares operadas no Brasil e no Rio Grande do Sul na direção de se institucionalizar a interdisciplinaridade na escola básica e das lacunas apresentadas pelas pesquisas da área, principalmente com relação ao papel da física, buscamos nesse trabalho a compreensão das contradições de sentidos da interdisciplinaridade no contexto do ensino médio em enunciados de instâncias educacionais diversas. Nesse contexto, nossa meta também foi entender o papel da disciplina escolar física nesse diálogo. Estudamos, assim, a dialogia em enunciados concretos proferidos em situação, que compreendem o que chamamos de instância governamental (LDB, DCNEM (1998), DCGEB (2010), DCNEM (2012), assim como os Referencias Curriculares do Rio Grande do Sul (2009): as Lições do Rio Grande), instância especializada (Ivani Fazenda e o GEPI) e a instância escolar (103 projetos interdisciplinares produzidos durante formação de professores nas Lições do Rio Grande em 2009 e 2010). Para realizar esses objetivos, fundamentamo-nos, tanto teórica como metodologicamente, na postura filosófica de Bakhtin e sua ampla noção de dialogicidade, pois focamos a significação e os efeitos dos sentidos dos enunciados sobre interdisciplinaridade, em meio a relações dialógicas e sociais distintas, envoltas em tensões de poder, representadas aqui pelo sistema educacional brasileiro. Também como referencial teórico, pautamo-nos nas noções de escola e epistemologia docente, como pensados por Tardif e Lessard, que compreendem a profissão do professor como um trabalho situado de interações humanas. Nessa perspectiva, procuramos entender as relações entre as diversas instâncias e os saberes docentes com relação à interdisciplinaridade, tais como são mobilizados e construídos em situações concretas. Nossa estratégia metodológica foi baseada na análise bakhtiniana do contexto extraverbal e dos horizontes sociais de valores, dos propósitos comunicativos e formas típicas de estruturação dos enunciados, além do estudo do tema da interdisciplinaridade e das relações dialógicas com outros enunciados, seus interlocutores e vozes. Os resultados desta pesquisa apontam para a ausência de diálogo entre as instâncias educacionais analisadas, muito ambiguidade, confusão e falta de embasamento teórico na concepção de interdisciplinaridade promovida pela instância governamental. Já com relação à instância especializada, Fazenda e GEPI, apesar de defenderem a polissemia do termo, apresentam uma concepção que privilegia o ser humano, não encontrada nas outras instâncias. Ainda, ambas as instâncias governamental e especializada outorgam ao professor o papel de desenvolver a interdisciplinaridade escolar. Com relação à instância escolar, concluímos que os professores por sua formação desde os bancos escolares, condicionantes e demandas, não conseguem se desvencilhar do senso comum, da multidisciplinaridade. Nessa questão, a física se mostra um ponto bastante complicado nessa relação, pois sua natureza exata acaba afastando-a da dimensão humana dos projetos que são mais caros aos professores. Assim, além de denunciar e pedir pela redação mais cuidadosa de documentos governamentais, sugerimos que tanto as instâncias governamental quanto a especializada voltem-se para o diálogo com o professor, ajudando-o a implementar a interdisciplinaridade na sala de aula, por meio de exemplos mais concretos, além de um estudo conceitual disciplinar mais acurado. Também apontamos a interdisciplinaridade, como defendida por Fazenda e o GEPI, como um caminho para promover um mundo mais dialógico, em que haja respeito pelas opiniões alheias: o mundo polifônico de Bakhtin.
Abstract In this thesis we seek to understand the contradictions in the meanings of the concept of interdisciplinarity in the context of high school utterances of various educational levels. This discussion occurs in the context of curricular reforms carry out in Brazil and in Rio Grande do Sul, with the aim of institutionalizing interdisciplinarity in basic school and the gaps presented by the researches in the area, especially regarding the role of physics, We have studied the dialogy in concrete utterances expressed in situations which comprise what we call government level (LDB, DCNEM (1998), DCGEB (2010), DCNEM (2012), as well as Rio Grande do Sul Curriculum References (2009): Lessons from Rio Grande), specialized levels (Ivani Fazenda and GEPI) and the school level (103 interdisciplinary projects produced during teacher training in Lessons of Rio Grande in 2009 and 2010). In order to achieve these goals, we have based ourselves, both theoretically and methodologically, in Bakhtin philosophical position and his broad notion of dialogism, since we focus on the meaning and effects of the senses of utterances about interdisciplinarity, among distinct dialogic and social relations, shrouded in tension power,, represented here by the Brazilian educational system. Also, as a theoretical reference, we have based our research on the notions of school and teacher epistemology, as thought by Tardif and Lessard, comprising the teaching profession as a work situated of human interactions. In this perspective, we seek to understand the relationships among the different levels and teacher knowledge in relation to interdisciplinarity, as they are mobilized and constructed in concrete situations. Our methodological strategy was based on Bakhtin's analysis of extra-verbal context and social horizons of values, the communicative purposes and typical ways of text structuring, besides the study of the concept of interdisciplinarity and the dialogical relations with other utterances, his interlocutors and voices. Our results pointed to the absence of dialogue among the analyzed educational levels, a lot of ambiguity, confusion and the lack of theoretical foundation in the concept of interdisciplinarity promoted by the government level. As part of the specialized level, Fazenda and GEPI, despite defending the polysemy of the term, they present a conception which privileges the human being, not found in the other levels. Nevertheless, both governmental and specialized levels confer to the teacher the role of developing interdisciplinary in school. Regarding to school level, we conclude that teachers, due to their education since the school benches, constraints and demands, are unable to break away from the common sense of multidisciplinarity. In this matter, Physics shows itself a rather complicated point in this relationship, because its exact nature turns it away from the human dimension of the projects which are more dear to the teachers. In this way, besides reporting and asking for more careful drafting of government documents, we suggest that both government and specialized levels should turn to the dialogue with the teacher, helping them to implement interdisciplinarity in the classroom, through more specificl examples, in addition to a more accurate disciplinary conceptual study. We also have pointed interdisciplinarity, such as advocated by Fazenda and the GEPI, as a way to promote a more dialogic world in which there is respect for others' opinions: the polyphonic world of Bakhtin.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/104588
Arquivos Descrição Formato
000940169.pdf (3.850Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.