Repositório Digital

A- A A+

Associações entre qualidade muscular, adiposidade, saúde vascular e funcionalidade de indivíduos obesos

.

Associações entre qualidade muscular, adiposidade, saúde vascular e funcionalidade de indivíduos obesos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Associações entre qualidade muscular, adiposidade, saúde vascular e funcionalidade de indivíduos obesos
Autor Rech, Anderson
Orientador Pinto, Ronei Silveira
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Músculos
Obesidade
Ultrassom
[en] Echo intensity
[en] Functionality
[en] Muscle quality
[en] Obesity
[en] Ultrasonography
[en] Visceral adipose tissue
Resumo Os níveis de obesidade vêm aumentando, no Brasil e no mundo, de maneira exponencial. A condição de excesso de tecido adiposo pode gerar um prejuízo funcional, bem como alterações em uma série de parâmetros de saúde cardiovascular. A quantidade e qualidade muscular apresentada por um indivíduo obeso podem ser determinantes na maneira como o organismo lida com esses desafios. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi verificar a existência de associação entre variáveis de força, qualidade e quantidade muscular, funcionalidade, saúde vascular e adiposidade em indivíduos obesos. Para isso, trinta e quatro indivíduos obesos, com idade entre 20-60 anos, sedentários, não fumantes e não diabéticos, se voluntariaram a participar do estudo. Após prévia familiarização, foram realizados testes de força nos extensores de joelho (contração isométrica voluntária máxima - CIVM ; 1 repetição máxima - 1RM; potência média) e funcionalidade (teste de caminhada de 6 minutos - TC6M; sentar e levantar em 30 segundos - SL30; get up and go). A massa muscular (EMQUA) e echo intensity do quadríceps femoral (EIQUA) foram medidas por ultrassonografia, bem como diferentes parâmetros de adiposidade e função endotelial (avaliada por dilatação mediada por fluxo - DMF). Foram verificados os coeficientes de correlação de pearson entre as variáveis acima citadas e adotou-se um p<0.05 para associação significativa. Foi encontrada uma associação negativa significativa entre a EIQUA e todos os testes de força analisados, bem como com os testes funcionais. A EMQUA também apresentou correlação significativa, porém positiva, com os testes de força e funcionalidade. A EIQUA apresentou uma associação significativa com a gordura visceral, bem como com a gordura subcutânea da coxa. Além disso, a gordura subcutânea abdominal apresentou associação significativa com a DMF. Os dados do presente estudo mostraram haver uma associação significativa entre a quantidade e qualidade muscular e o desempenho em testes de força e funcionais em indivíduos obesos. Ainda, importantes parâmetros de adiposidade se correlacionaram com a EIQUA e com a DMF, um importante marcador de saúde endotelial. Dessa forma, estartégias de intervenção (por exemplo, treinamento de força), que sejam capazes de modificar os parâmetros acima descritos, devem ser priorizadas quando o objetivo for uma melhora na qualidade de vida de indivíduos obesos.
Abstract Obesity levels are increasing in Brazil and all over the world in an exponential way. The adipose tissue excess may affect functionality, as well as another health parameters. The skeletal muscle quantity and quality in obese individual may be determinant in how that the organism deals with theses problems. Thus, the objective of the present study was to verify the association between strength, muscle quantity and quality, functionality, vascular health and adiposity in obese subjects. Thirty four obese subjects, aged 20-60 years, sedentary, non-smokers and non-diabetic, volunteered to participate in the study. After a familiartization session, the knee extensors strength (isometric maximal volunatry contraction - IMVC; on repetition maximum - 1RM ; average power) and functional (6 minutes walk test - TC6M; sit to stand up test - 30SL; get up and go) tests were performed. The quadriceps femoris muscle thickness (EMQUA) and echo intensity (EIQUA) were evaluated by ultrasonography, as well as different adiposty parameters and vascular function. The pearson correlation coefficent were verified between all variables cited above and a P<0.05 were adopted. There was found a negative significant association between the EIQUA and all the strength tests performed, as well as all functional tests. The EMQUA presented significant positive association with all strength and functional tests. Additionally, the EIQUA presented a significant negative association with the visceral adipose tissue, as well as the thigh subcutaneous adipose tissue. Besides that, the abdominal subcutaneous adipose tissue was associated positively with the vascular function. The data presented here have shown a significant association between the muscle quantity and quality and the performance in functional and strength tests in obese subjects. In addition, important adiposity parameters correlated with the EIQUA and vascular function. Thus, intervention strategies (such as strength training), that are capable of modifying these parameters, should be prioritized when the objective is to enhance the quality of life in an obese person.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/104802
Arquivos Descrição Formato
000941528.pdf (2.237Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.