Repositório Digital

A- A A+

Adolescência e respeito : a docência que faz diferença

.

Adolescência e respeito : a docência que faz diferença

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Adolescência e respeito : a docência que faz diferença
Outro título Adolescence and respect : the teaching that makes difference
Autor Gallego, Andréa Bonetti
Becker, Maria Luiza Rheingantz
Resumo Este artigo é um dos resultados de um estudo que pesquisou como um professor pode ocupar o lugar de adulto significativo/respeitado, facilitando ao aluno seu processo de desenvolvimento moral e o caminho para a autonomia e para cooperação, através das representações dos alunos. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada através de estudos de casos múltiplos, tendo como referencial teórico a Epistemologia Genética. A pesquisa foi realizada em uma escola da rede estadual de Porto Alegre, elegendo como sujeitos os alunos adolescentes do terceiro ano do ensino médio e os professores indicados como mais significativos pelos alunos. Os adolescentes e os professores mais indicados foram entrevistados através do Método Clínico de Piaget. Os dados foram organizados em casos constituídos de um professor e os alunos que o escolheram, buscando determinar as características da relação que se estabelece entre os alunos e este professor que faz a diferença. Os resultados obtidos indicam que o professor que pode fazer a diferença para a constituição da moral da autonomia do adolescente é aquele que favorece que se estabeleçam relações de cooperação e respeito mútuo, sendo necessárias características de afeto e particularidade nestas relações. Evidenciou-se também a relevância da reflexão destes docentes sobre sua prática e sobre o desenvolvimento moral.
Abstract This paper is one of the results of a study that examined how can a teacher be in the role of significant/respected adult, facilitating not only the process of moral development in the student but autonomy and cooperation as well, through the students representations. It is a qualitative research through multiple-case studies, that used Genetic Epistemology as its theorical reference. The research was conducted in one of the schools run by public power in Porto Alegre, and chose as its research subjects adolescent students in the third year of highschool and the teachers who were mentioned as being the most significant for the students. The adolescents and the most mentioned teachers were interviewed through the Piaget Clinical Method. The data were organized in cases constituted by a teacher and the students that chose him/her, trying to determine the characteristics of the relationship existing between the students and this teacher that makes a difference. The obtained results show that the teacher who can make a difference is the one who promotes mutual cooperation and respect relationships with affection and particularity as necessary characteristics. It was also seen that the reflexion about their practice and about moral development was relevant for these teachers.
Contido em Schème: Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas. Marília, SP. Vol. 1, n. 1 (jan./jun. 2008), p. 116-133
Assunto Adolescente
Desenvolvimento moral
Epistemologia genética
Psicologia da adolescência
Psicologia da educação
Relação professor-aluno
[en] Adolescence
[en] Cooperation
[en] Moral development
[en] Mutual respect
[en] Student/teacher relationship
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/104918
Arquivos Descrição Formato
000673218.pdf (104.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.