Repositório Digital

A- A A+

“Posso ser o que você é sem deixar de ser o que sou!" : a presença de estudantes indígenas na UFRGS : perspectivas para pensar a indigenização da “modernidade”

.

“Posso ser o que você é sem deixar de ser o que sou!" : a presença de estudantes indígenas na UFRGS : perspectivas para pensar a indigenização da “modernidade”

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título “Posso ser o que você é sem deixar de ser o que sou!" : a presença de estudantes indígenas na UFRGS : perspectivas para pensar a indigenização da “modernidade”
Autor Carneiro, Leonardo Garcia
Orientador Souza, José Otávio Catafesto de
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Alegoria etnográfica
Ensino superior
Estudantes indígenas
Indígenas
indigenização da modernidade
Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
[en] "Indigenization of modernity"
[en] Ethnographic allegory
[en] Indian students at UFRGS
[en] Indigenous and higher education
Resumo Este trabalho objetiva problematizar acerca da crescente presença de estudantes indígenas em universidades brasileiras, tendo como principal enfoque para essa análise a situação vivenciada na UFRGS onde esse processo passa a se acentuado pela aplicação de políticas de Ações Afirmativas a partir do ano de 2008. Essa análise é então contextualizada com as lutas dos povos indígena por inclusão no ensino superior. Tal temático é então pensada a partir das ideias de Marshall Sahlins de “indigenização da modernidade”. Trata-se de uma reflexão antropológica estimulada pala perspectiva pós-estruturalista. O trabalho esta amparado em uma pesquisa ampla sobre o tema e um trabalho de campo produzido e exposto enquanto “alegoria etnográfica” tal como argumentado por James Clifford.
Abstract This paper aims to discuss about the growing presence of Indian students in Brazilian universities, with the main focus for this analysis the situation experienced in UFRGS where this process shall be marked by the implementation of policies of Affirmative Action from 2008. This analysis is then contextualized with the claims of indigenous peoples for inclusion in university education. This theme is then considered from the ideas of Marshall Sahlins of "indigenization of modernity". This is an anthropological reflection stimulated by the prospect poststructuralist. The work is supported in a comprehensive survey on the topic and fieldwork produced and exposed as "ethnographic allegory" as argued by Clifford James.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/105109
Arquivos Descrição Formato
000940600.pdf (1.096Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.