Repositório Digital

A- A A+

Cárie precoce da infância : influência de variáveis sociais, psicológicas e comportamentais

.

Cárie precoce da infância : influência de variáveis sociais, psicológicas e comportamentais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cárie precoce da infância : influência de variáveis sociais, psicológicas e comportamentais
Autor Luz, Patricia Blaya
Orientador Araujo, Fernando Borba de
Co-orientador Frizzo, Giana Bitencourt
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Carie dentaria
Odontopediatria : Teses
Resumo A Cárie Precoce da Infância (CPI) é considerada problema de saúde pública em diferentes partes do mundo. Fatores socioeconômicos, comportamentais e psicológicos tem sido associado à ocorrência de CPI. Dessa forma, torna-se necessário estudar por que existem famílias submetidas às mesmas condições sociais em que as crianças apresentam cáries e outras em que as mesmas estão livres de doença. Por isso, investigar se as mães ou os responsáveis pelas crianças conhecem ou não os fatores etiológicos desta doença e por que não conseguem estabelecer práticas de saúde capazes de prevenir a cárie dental, parece imprescindível. Assim, o objetivo geral desta Tese foi propor um Modelo Teórico Conceitual para CPI, fundamentado na literatura e posteriormente, aplicado à uma população de usuários do SUS de Porto Alegre. Como resultado parece que o caminho dos fatores determinantes para CPI passa pelas condições socioeconômicas que geram uma posição na qual as pessoas experimentam diferentes exposições, principalmente no que diz respeitos a hábitos dietéticos (consumo de mamadeira açucaradas e aleitamento natural prolongado) que aumentam a susceptibilidade dos indivíduos à CPI. O Modelo Final mostrou a renda (OR=3.46 IC:1.29 – 9.21) e a atitude da mãe entender como normal um bebê de 2 anos acordar durante a madrugada para mamar (OR=1.96 IC:1.27 – 3.02) como as variáveis com maior impacto sobre a CPI.
Abstract The Early Childhood Caries (ECC) is considered a public health problem in different parts of the world. Socioeconomic, behavioral, and psychological factors have been associated with the occurrence of ECC. Thus, it becomes necessary to study why some families that are subjected to the same social conditions children develop ECC while in others children are caries-free. Therefore, it is important to investigate if mothers do know the ECC etiological factors and cannot establish preventive attitudes and practices or they don’t know it. Thus, the general aim of this Thesis was to propose a theoretical Conceptual Model for ECC based on the literature and tested in field study. As a result it seems that determinants for ECC goes by the socioeconomic conditions that generate a position in which people experience different exposures, especially that concerning the dietary habits (consumption of sugary bottle and prolonged breastfeeding) that increase the susceptibility of individuals to the ECC. The final model showed income (OR=3.46 CI: 1.29 – 9.21) and the attitude of the mother to understand as normal a baby 2 years waking up during the night to nurse (OR = 1.96 CI: 1.27 – 3.02) as variables with the greatest impact on the ECC.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/105233
Arquivos Descrição Formato
000937569.pdf (1.843Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.