Repositório Digital

A- A A+

Associação entre subtipos de TDAH em adultos e dimensões de temperamento

.

Associação entre subtipos de TDAH em adultos e dimensões de temperamento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Associação entre subtipos de TDAH em adultos e dimensões de temperamento
Autor Salgado, Carlos Alberto Iglesias
Orientador Belmonte-de-Abreu, Paulo Silva
Data 2004
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Psiquiatria.
Assunto Adulto
Temperamento
Transtorno da falta de atenção com hiperatividade
[en] ADHD
[en] Adults
[en] Attention-deficit/hyperactive disorder
[en] TCI
[en] Temperament
Resumo Introdução: O estudo da personalidade apresenta uma influência crescente no entendimento da heterogeneidade de transtornos psiquiátricos. O temperamento em particular parece contribuir para a grande variabilidade do TDAH. Tal associação é examinada neste estudo, fazendo parte de um projeto mais amplo que envolve desde as bases genéticas até a comorbidade e resposta a tratamento do TDAH. Artigo: Este estudo examina escores nas dimensões de temperamento do TCI em subtipos de TDAH em adultos. Cento e quarenta e seis pacientes (66 mulheres e 80 homens) foram recrutados através de informação na imprensa acerca de manifestações do TDAH para um programa de pesquisa. Os diagnósticos de TDAH foram realizados pelo DSM-IV e a avaliação do temperamento teve por base o TCI. Os pacientes foram divididos em dois subtipos de TDAH: desatento (N=52) e hiperativo/combinado (N=92). Os escores de temperamento foram então avaliados em análises de variância de dois fatores (sexo e subtipo), com correção para a idade. Os pacientes do subtipo hiperativo/combinado apresentaram escores mais altos em procura de novidades (P=0,033), enquanto os desatentos, uma tendência não significativa para escores maiores em dependência de premiação (P=0,064). Nas comparações entre os sexos, as mulheres apresentaram escores maiores em esquiva ao dano (P=0,029) e dependência de premiação (P=0,010). Foi observada uma interação significativa entre o sexo e o subtipo sobre os escores de persistência. Enquanto entre os homens o subtipo hiperativo/combinado mostrou-se associado a escores mais altos em persistência, o inverso foi observado no sexo feminino. Este estudo sugere que a avaliação do temperamento pode contribuir na compreensão da heterogeneidade clínica do TDAH. Discussão e conclusões: Os achados deste estudo são coerentes com a literatura examinada, apontando para o papel de variações do temperamento na heterogeneidade do TDAH.
Abstract Introduction: Current research on personality assessment presents a growing influence on the understanding of the clinical heterogeneity of psychiatric disorders. Specifically, temperament seems to contribute to the large ADHD variability. Such association is analyzed here as part of a larger project encompassing from genetics to comorbidity and response to treatment in ADHD. Article: This study aims to evaluate temperament dimension scores of TCI in ADHD subtypes in adult subjects. One hundred forty six patients (66 females and 80 males) were self referred by press information on ADHD symptoms. The diagnosis of ADHD was confirmed using DSM-IV criteria and temperament was assessed with the TCI. Patients were separated in two ADHD subtype groups: inattentive (N=52) and hyperactive/combined ones (N=92). Temperament scores were measured by two factors ANOVA analysis (gender and subtype), with age correction. Hyperactive/combined patients scored higher in novelty seeking (P=0.033) while inattentive presented a nonsignificant trend towards higher scores in reward dependence (P=0.064). Comparing genders, females showed higher scores in harm avoidance (P=0.029) and reward dependence (P=0.010). A significant interaction between gender and subtypes was observed in persistence scores. While combined/hyperactive males presented higher persistence scores, the opposite was observed among females. This study suggests that temperament assessment can contribute to the understanding of the clinical heterogeneity in ADHD. Discussion and conclusions: The results of this investigation are coherent with the current literature, pointing towards the role of temperament variability on the heterogeneity of ADHD.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10599
Arquivos Descrição Formato
000600017.pdf (173.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.