Repositório Digital

A- A A+

Taxonomia das Ervas-de Passarinho na região Sul do Brasil: Loranthaceae,Santalaceae e Viscaceae

.

Taxonomia das Ervas-de Passarinho na região Sul do Brasil: Loranthaceae,Santalaceae e Viscaceae

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Taxonomia das Ervas-de Passarinho na região Sul do Brasil: Loranthaceae,Santalaceae e Viscaceae
Autor Dettke, Greta Aline
Orientador Waechter, Jorge Luiz
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Botânica.
Assunto Santalaceae
Taxonomia vegetal : Loranthaceae
Taxonomia vegetal : Viscaceae
Teses
Resumo As plantas hemiparasitas de ramos, comumente chamadas de erva-de-passarinho, estão presentes em três famílias no Brasil: Loranthaceae, Santalaceae e Viscaceae, que juntas somam cerca de 200 espécies, sendo o grupo mais representativo da ordem Santalales no país. No entanto, os estudos taxonômicos no grupo são escassos, especialmente na região Sul do Brasil. Este estudo tem por objetivo estudar a taxonomia das espécies destas três famílias, com ênfase em características morfológicas, realizando a atualização nomenclatural, avaliando a circunscrição das espécies e fornecendo informações que permitam o reconhecimento de cada táxon confirmado. Além disso, fornecer informações sobre a distribuição geográfica dos táxons estudados, sobre o habitat e os hospedeiros preferenciais das espécies e sobre as fases fenológicas. Foram confirmadas 29 espécies para o Sul do Brasil, Loranthaceae (7 espécies): Ligaria cuneifolia, Psittacanthus dichroos, Struthanthus martianus, S. polyrhizus, S. sessiliflorus, S. uraguensis e Tripodanthus acutifolius; Santalaceae (1 espécie): Eubrachion ambiguum; e Viscaceae (21 espécies): Phoradendron argentinum, P. bathyoryctum, P. berteroanum, P. burkartii, P. chrysocladon, P. coriaceum, P. craspedophyllum, P. crassifolium, P. dipterum, P. ensifolium, P. habrostachyum, P. hexastichum, P. holoxanthum, P. inaequidentatum, P. mucronatum, P. obtusissimum, P. pellucidullum, P. perrottetii, P. piperoides, P. quadrangulare e P. undulatum. Os três estados possuem números próximos de espécies, o Paraná e o Rio Grande do Sul com 22 espécies e Santa Catarina com 21 espécies. Quatro espécies são exclusivas do Rio Grande do Sul (Ligaria cuneifolia, Phoradendron argentinum, P. habrostachyum e P. inaequidentatum), duas do Paraná (Phoradendron mucronatum e P. obtusissimum) e uma de Santa Catarina (Phoradendron pellucidullum). Dentre as espécies sul brasileiras, um novo nome foi proposto (Struthanthus martianus), dez nomes são propostos como sinônimos (Psittacanthus hatschbachii, Struthanthus polyrhizus var. oblanceolatum, Phoradendron affine, P. falcifrons, P. interruptum, P. liga, P. lindemanii, P. linearifolium, P. paraguari e P. reductum), um nome é reestabelecido (Phoradendron burkartii) e um nome é tipificado (Phoradendron argentinum). Em um trabalho adicional sobre nomenclatura, dez nomes de espécies americanas também são tipificadas. São fornecidas chaves de identificação para as famílias, gêneros e espécies, descrições, ilustrações ou fotografias, comentários sobre a taxonomia, distribuição, relações parasita-hospedeiro e fenologia.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/106404
Arquivos Descrição Formato
000935529.pdf (12.36Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.