Repositório Digital

A- A A+

O sistema de ensino superior brasileiro em perspectiva comparada : a formação de uma moral estamental do dever entre pesquisadores

.

O sistema de ensino superior brasileiro em perspectiva comparada : a formação de uma moral estamental do dever entre pesquisadores

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O sistema de ensino superior brasileiro em perspectiva comparada : a formação de uma moral estamental do dever entre pesquisadores
Autor Guerrini, Daniel
Orientador Fedozzi, Luciano Joel
Co-orientador Oliveira, Renato de
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Ensino superior : Brasil
Ética
Moral
Pesquisa
Pesquisadores
Sociologia
[en] Higher education systems
[en] Social rationalization
[en] Sociology of ethics
Resumo Nesta tese discute-se a formação moral de pesquisadores de áreas tecnológicas e de engenharias de universidades brasileiras e finlandesas em perspectiva comparada. Buscou-se compreender como os cientistas desses ambientes justificam a necessidade de a sociedade e os governos apoiarem suas atividades profissionais. Para tanto foram conduzidas entrevistas semi-estruturadas com esses pesquisadores, cujos temas centrais eram a motivação em perseguir uma carreira acadêmica e a percepção sobre o reconhecimento social de suas atividades. As perguntas das entrevistas tinham como fim fazer os pesquisadores justificarem suas atividades profissionais, explicitando assim sua formação moral. Os entrevistados, então, expuseram sua percepção em relação a seu papel e sua importância na sociedade enquanto cientistas. Tais justificativas morais são explicadas a partir de sua relação com o contexto social e cultural a que pertencem. Tal relação foi objeto de análise histórica e estrutural, mapeando a configuração institucional do sistema de ensino superior de cada país e a formação histórica desta configuração através dos processos de racionalização social e cultural. Conclui-se que, no Brasil, o processo de institucionalização da atividade científica e, em última instância, do sistema de ensino superior não foi legitimado socialmente, interiorizando nos pesquisadores brasileiros uma estrutura motivacional de busca por reconhecimento social, que molda a orientação científica própria de sua atividade profissional. Forma-se, então, entre eles, uma moral estamental, em que o dever profissional dos pesquisadores se refere a uma capacidade de desenvolver a sociedade, que eles alegam ter. Por outro lado, entre os finlandeses, existe uma ética do profissionalismo, em que a noção de dever profissional dos pesquisadores está ligada ao exercício especializado das atividades científicas, se referindo aos valores abstratos de suas atividades e não a uma situação social concreta. Por encontrar-se legitimada a atividade científica neste país, os pesquisadores tem uma percepção clara do papel especializado que desempenham na sociedade finlandesa e de como este se relaciona a outros papéis sociais com os quais interagem no exercício de suas profissões.
Abstract In this thesis I discuss the moral formation of technological and engineering areas in Finnish and Brazilian universities in a comparative manner. The aim was to comprehend how scientists of these environments justify the need for society and governments to support their professional activities. To do so, I conducted semi-structured interviews with these researchers, in which the central themes were their motivation to pursue a academic career and their perception about social recognition of their activities. The questions of these interviews intended to make researchers justify their professional activities, showing their moral formation through it. The interviewees then expressed their perception in relation to their role and their importance as scientists in society. Those moral justifications are explained through their relation with the social and cultural context to which they pertain. The relations were object of a historical and structural analysis, highlighting the institutional configuration of the higher education system of each country and the historical formation of this configuration through social and cultural rationalization process. The thesis concludes that in Brazil the institutionalization process of scientific activity and of the higher education system wasn't socially legitimated, internalizing in researchers a motivational structure that seeks for social recognition, which molds the scientific orientation of their professional activities. There forms a status morality between researchers, where their professional duty is referred to their alleged capacity of developing and modernizing society in its whole. On the other side, between Finnish researchers, there exists an ethics of professionalism, in which their duty is attached to the specialized performance of scientific activities, referring itself to the abstract values of these activities and not to a concrete social situation. While scientific activities are socially legitimated in Finland, its researchers have a clear perception of the specialized role they perform in society and how they relate to the other roles with which they interact in their professional exercise.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/106431
Arquivos Descrição Formato
000943536.pdf (1.019Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.