Repositório Digital

A- A A+

Psiu! Fermento! : pastoral da juventude e imprensa estudantil nos anos 1980 a 1990

.

Psiu! Fermento! : pastoral da juventude e imprensa estudantil nos anos 1980 a 1990

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Psiu! Fermento! : pastoral da juventude e imprensa estudantil nos anos 1980 a 1990
Autor Vieira, Patrícia Machado
Orientador Stephanou, Maria
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Escrita
História cultural
Leitura
Prática
[en] Cultural history
[en] Pastoral da juventude
[en] Practices of reading and writing
[en] Production practices printed
[en] Young student press
Resumo A dissertação examina impressos estudantis de juventude das décadas de 80 e 90 do século XX, produzidos no Rio Grande do Sul, especialmente aqueles periódicos que circularam entre jovens estudantes, confeccionados pelos próprios jovens. Adota os pressupostos teóricos da História Cultural e da história da cultura escrita, sob inspiração dos estudos de Roger Chartier e Arlette Farge. São analisados dois conjuntos de impressos estudantis de juventude: o primeiro conjunto consiste em 31 edições do periódico intitulado Psiu, produzido pela Pastoral da Juventude Estudantil, em sua organização a nível estadual, Rio Grande do Sul; o segundo compreende 19 edições, 2 cartas e 3 edições especiais do periódico intitulado Fermento, produzido pela Coordenação da Pastoral da Juventude da Arquidioceses de Porto Alegre. Como documentação complementar, foram produzidos documentos orais a partir da realização de três entrevistas, uma com jovem que participou da confecção de um dos periódicos, uma com um assessor adulto da Pastoral da Juventude que atuou no período de circulação do Psiu e do Fermento e uma com um jovem liberado, à época atuante nesse âmbito. As entrevistas, de caráter compreensivo, focalizaram três eixos: as motivações, os envolvidos e os processos de produção desses impressos. A partir deste corpus empírico, a análise procurou apreender os usos desses objetos, em seus contextos de produção e circulação. Para isso, são descritos: a materialidade desses impressos, ou seja, os suportes nos quais os textos são dados a ler; os dispositivos textuais e tipográficos, ou protocolos de leitura propostos no Psiu e no Fermento; as muitas imagens que integram esses periódicos, e que se relacionam aos textos e à identidade visual dos impressos, caracterizando-as também como protocolos de leitura. Constatou-se que os suportes apresentam variações quanto ao número de páginas, qualidade de impressão, formatação dos textos, tamanho. Entretanto, a forma de apresentação ou a estrutura gráfica e editorial é constante, sobretudo por seu caráter artesanal. Pode-se inferir que tal forma caracteriza o gênero discursivo dos impressos estudantis, em especial da Pastoral da Juventude entre os anos 80 e 90 do século XX, além de uma inspiração em outros jornais de circulação e impressos aos quais os jovens tinham acesso. O estudo descreve e analisa, ainda, as práticas de produção que estiveram implicadas no Psiu e no Fermento, valendo-se das referências presentes nos próprios impressos e nas informações obtidas nas entrevistas. Essas referências evidenciam o caráter artesanal de produção e o envolvimento dos jovens em todas as fases, desde a escrita dos textos até a distribuição dos impressos. Por fim, importa destacar o papel formativo desempenhado por essas práticas de produção de impressos ligados às Pastorais de Juventude da Igreja Católica. Os jovens liam muito, escreviam textos, ocupavam-se da feitura (composição, diagramação), impressão e distribuição desses impressos, processo que lhes possibilitou a aquisição de novos conhecimentos, aprendizados e competências. O próprio contexto de ação em que estavam inseridos pode ser concebido como um processo educativo intenso e extenso, designado pela Pastoral da Juventude como formação de jovens.
Abstract The dissertation examines printed student youth of the 80s and 90s of the twentieth century, produced in Rio Grande do Sul, especially those periodicals that circulated among young students, made by young people themselves. Adopts the theoretical assumptions of Cultural History and the history of written culture, under the inspiration of the studies of Roger Chartier and Arlette Farge. Printed two sets of student youth are analyzed: the first set consists of 31 issues of the journal titled Psiu, produced by Pastoral da Juventude Estudantil in your organization at the state level, Rio Grande do Sul; the second comprises 19 issues, two letters and three special issues of the journal entitled Fermento, produced by the Coordination of Pastoral da Juventude of the Archdiocese of Porto Alegre. As additional documentation, oral documents were produced from conducting three interviews, one with a young man who participated in the making of one of the journals, one with an adult advisor to the Pastoral da Juventude who served during the period of circulation of Psiu and yeast and a with a young man released, the operative time in this context. The interviews, comprehensive character, focused on three areas: motivations, and processes involved in production of these printed. From this empirical corpus, the analysis attempts to capture the uses of these objects in their contexts of production and circulation. To this are described: these materiality printed, or media in which data are read texts; textual and typographical devices, or protocols proposed in reading Psiu and Fermento; the many images that integrate these journals, and that relate to the texts and the visual identity of printed, also characterizing them as reading protocols. It was found that variations in the brackets show the number of pages, print quality, formatting text, size. However, the presentation or the graphic and editorial structure is constant, especially for its artisanal character. Can be inferred that such features discursive genre of printed student, especially the youth ministry between 80 and 90 years of the twentieth century, as well as an inspiration for other newspapers in circulation printed and to which young people had access. The study describes and also analyzes the production practices that have been implicated in Psiu and Fermento, availing himself of the references in printed themselves and the information obtained in the interviews. These references show the artisanal character of production and the involvement of young people in all stages, from written texts to the distribution of printed. Finally, it is worth highlighting the formative role played by these practices linked to the production of printed Pastoral da Juventude of the Catholic Church. Young people had read a lot, wrote texts, busied themselves in making (composition, typesetting), printing and distribution of printed, a process that enabled them to acquire new knowledge, learning and skills. The context of action in which they were inserted itself can be conceived as an intense and extensive educational process, appointed by the Pastoral da Juventude and youth training.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/106488
Arquivos Descrição Formato
000941944.pdf (3.633Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.