Repositório Digital

A- A A+

A revista Veja e os discursos jornalísticos sobre educação no Brasil

.

A revista Veja e os discursos jornalísticos sobre educação no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A revista Veja e os discursos jornalísticos sobre educação no Brasil
Autor Silva, Tiago Cortinaz da
Orientador Gandin, Luis Armando
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Hegemonia
Ideologia
Periódico
[en] Discourses on education
[en] Hegemony
[en] Ideology
[en] Veja magazine
Resumo A pesquisa investiga e analisa os discursos jornalísticos sobre educação da revista Veja entre os anos de 2002 e 2012. Os estudos jornalísticos sobre educação foram tomados como objeto de estudo devido ao entendimento de que ao falar sobre educação esses discursos também constituem a mesma. A revista Veja foi escolhida como campo de análise devido ao fato de ser a revista brasileira de maior circulação semanal. E o referido período, que compreende a análise, foi delimitado tento em vista ser um período de significativo crescimento da classe média brasileira, majoritariamente o público-alvo leitor da revista Veja. Ao me aproximar do objeto de estudo buscando entender que ideologias operam nesses discursos e que visões hegemônicas sobre educação são constituídas pelos mesmos, através dos conceitos de ideologia (HALL, 2009) e hegemonia (WILLIAMS, 1979), tive de recorrer a referenciais metodológicos que me permitissem operar as análises. Através dos conceitos de intertextualidade e representação de atores sociais (FAIRCLOUGH, 2003) e falta e excesso (PÊCHEUX, 1990) pude identificar algumas vozes presentes e ausentes nos discursos jornalísticos sobre educação da revista Veja, assim como de que modos são representados aqueles que têm voz ou são privados das mesmas nesses discursos. A pesquisa e análises demonstraram que operam ideologias nos discursos sobre educação da revista Veja, muitas vezes híbridas e contraditórias, não necessariamente uma única ideologia. A educação básica, de modo geral, é entendida como um projeto público e coletivo nacional, já o ensino superior é caracterizado como passível de privatização ou capitalização. A revista também apresenta uma preocupação constante com a presença de ideologias de esquerda em materiais didáticos e escolas, assim como uma vigilância constante ao trabalho docente, conclamada principalmente na participação dos pais na educação escolar dos filhos. O trabalho docente, por sua vez, é tomado como problemático e propulsor de mudanças, deste modo tanto críticas à formação de professores são encontradas nesses discursos quanto a necessidade de valorização dos professores. Finalmente, a revista toma indícios de experiências de outros países e recomendações de organismos internacionais como referência para fazer avançar a educação no Brasil.
Abstract This research analyzes the journalistic discourses of education in Veja, a Brazilian magazine, between 2002 and 2012. Journalistic discourses were taken as the object of this study due to the understanding of media and information as a social construction. Veja magazine was chosen as the field of this analysis because it is Brazil‟s biggest magazine in circulation, the third largest weekly news magazine in the world and the largest outside the United States. That period of time was chosen since it was an important moment for Brazilian economy, when a significant economic growth of the country‟s middle class – Veja‟s target readership – happened. I identified media as one of the social structures that has been continuously mobilized for education, under the assumptions of a deficit in Brazilian basic education, and low qualification of teachers – both in comparison to the rest of the world via rankings or, sometimes, to a certain selective past. Through the concepts of intertextuality and representation of social actors (FAIRCLOUGH, 2003), I realized that present and absent voices in Veja‟s journalistic discourses about education consider basic education as a public and collective national project that requires managerial inputs, considering the urgency of an economic development for the country. In this sense, Veja magazine presents the work of teachers, at the same time, as the problem and the solution. It is both critical - to formation and performance of teachers - and scrupulous - as it recognizes the need to value teachers. If we consider that all social problems and their possible solutions are partly discursive (RESENDE; RAMALHO 2013), hegemonic discourses built through the articulation of certain ideologies‟ alliances (HALL, 2009) with the common sense, even though never guaranteed, are powerful. This research conclusions suggest that counter-hegemonic alternatives to managerialist projects must always be accompanied also by discursive alternatives, and journalistic discourses about education, more than objects of study, should also be seen as objects of dispute.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/106490
Arquivos Descrição Formato
000941960.pdf (5.935Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.