Repositório Digital

A- A A+

Fatores preditores do burnout em atletas : um estudo com atletas brasileiros profissionais de futsal

.

Fatores preditores do burnout em atletas : um estudo com atletas brasileiros profissionais de futsal

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores preditores do burnout em atletas : um estudo com atletas brasileiros profissionais de futsal
Autor Bertoldi, Rafaela
Orientador Balbinotti, Carlos Adelar Abaide
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Atletas profissionais
Futsal
Psicometria
Síndrome de Burnout
[en] Burnout in sport
[en] Professional athletes
[en] Psychometric properties
Resumo O tema da presente pesquisa é o burnout no contexto esportivo, mais especificamente os fatores preditores do burnout em atletas brasileiros profissionais de futsal. O objetivo principal foi avaliar e testar o Inventário de Fatores Preditores do Burnout em Atletas (IFPBA-24), tendo como suporte três modelos teóricos: (1) Modelo Afetivo-Cognitivo de Estresse; (2) Modelo de Resposta Negativa ao Estresse de Treinamento Físico e (3) Modelo da Perspectiva Social. Para cumprir esse objetivo foram conduzidos três estudos; cabe ressaltar que a pesquisa faz parte de um estudo maior e continuado sobre os modelos de competições esportivas. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS – sob o número 271.526. Estudo 1: O primeiro estudo realizou a redução dos itens do Inventário de Sinais e Sintomas do Burnout em Atletas (ISSBA-60), por meio da análise fatorial exploratória, em seguida, testou-se a validade confirmatória do modelo proposto com base nos 24 itens retidos na primeira análise e avaliou-se a consistência interna dos fatores do novo instrumento: Inventário de Fatores Preditores do Burnout em Atletas (IFPBA-24). A amostra foi composta de 130 atletas brasileiros profissionais de futsal, todos do sexo masculino, da faixa etária de 18 a 36 anos, que disputaram a Taça Brasil de Futsal-Adulto-Masculino (Divisão Especial). Os resultados demonstraram que, com base nos procedimentos de análise fatorial realizados, foram selecionados 24 itens, igualmente distribuídos em seis fatores (Sensação de impotência diante dos treinamentos e competições, Exaustão física, Baixa percepção de competência, Dificuldade de conciliar vida esportiva e vida social, Exaustão emocional e Sensação de incapacidade de melhorar o desempenho nos treinamentos e nas competições), que explicaram 61,75% da variância total. Uma análise fatorial confirmatória avaliou o novo modelo do IFPBA-24, e todos os índices ( x2/gl = 1,85; GFI = 0,930; AGFI = 0,912; RMS = 0,082) apresentaram valores adequados. Os seis fatores apresentaram índices Alpha de Cronbach que variaram de 0,67 a 0,75. O conjunto desses resultados indica que o novo modelo apresenta adequado índice de validade e de consistência interna. Estudo 2: Este estudo explorou possíveis semelhanças e diferenças no conjunto dos níveis do burnout em atletas, controlando as variáveis escolaridade, anos de profissionalização (até seis anos e mais de seis anos de prática profissional) e presença, ou não, de lesões no último ano. O estudo contou com a participação de uma amostra de 130 atletas brasileiros profissionais de futsal – dependente do “Estudo 1”, com idades de 18 a 36 anos. Os resultados obtidos indicam não haver diferenças significativas (p < 0,05) nas respostas dos atletas, quando essas variáveis são controladas. Estudo 3: Este estudo apresentou a ocorrência de possíveis diferenças significativas ou semelhanças estatísticas entre fatores preditores de burnout em atletas. A amostra foi a mesma do segundo estudo. Os resultados obtidos indicam que há semelhanças estatísticas (p > 0,05) e diferenças significativas (p < 0,05) entre os escores dos fatores preditores do burnout em atletas. Estes resultados permitem concluir que, os fatores preditores do burnout em atletas brasileiros profissionais de futsal com níveis mais elevados são: “Dificuldade de conciliar vida esportiva e vida social” e a “Exaustão física”; enquanto que os fatores com níveis menos elevados são: “Sensação de impotência diante dos treinamentos e competições” e a “Baixa percepção de competência”.
Abstract The theme of this research is burnout in the sporting context, more specifically the predictors of burnout in professional futsal Brazilian athletes. The main objective was to evaluate and test the Inventory Factors Predictors of Burnout in Athletes (IFPBA-24), supported by three theoretical models: (1) Cognitive-Affective Model of Stress; (2) Model Negative Response to Stress and Physical Training (3) Model of Social Perspective. To fulfill this goal three studies were conducted, it should be noted that the research is part of a larger study and continued on models of sports competitions. This study was approved by the Ethics Committee in Research of the Federal University of Rio Grande do Sul - UFRGS - under the protocol number 271.526. Study 1: The first study was conducted to reduce the items of the Inventory of Signs and Symptoms of Burnout in Athletes (ISSBA-60), through the exploratory factor analysis, and then was tested the confirmatory validity of the proposed model based on the 24 items retained in first review and was evaluated the internal consistency of the dimensions of the new instrument: Inventory Factors Predictors of Burnout in Athletes (IFPBA-24). The sample was composed by 130 brazilian futsal professional athletes, all male, with age ranged 18-36 years who compete in the Cup Brazil Futsal-Adult-Male (Special Branch). The results showed that on the basis of factor analytic procedures conducted 24 items were selected, equally distributed in six dimensions (Sensation of helplessness before training and competitions, Physical exhaustion, Low perception of competence, Difficulty of reconciling sporting life and social life, Exhaustion emotional, Sensation and inability to improve performance in training and competition), which explained 61.75% of the total variance. A confirmatory factor analysis evaluated the new model of the IFPBA-24, and all indexes (x2/gl = 1.85, GFI = 0.930, AGFI = 0.912, RMS = 0.082) showed appropriate values. The six dimensions had Cronbach's alpha indices ranging from 0.67 to 0.75. Taken together, these results indicate that the new model provides adequate level of validity and internal consistency. Study 2: This study explored possible similarities and differences in all the levels of burnout in athletes, controlling variables, education, years of professionalization (up to six years and more than six years of professional practice) and the presence or absence of lesions in the last year. The study involved the participation of a sample of 130 Brazilian futsal professional athletes - dependent "Study 1", aged 18-36 years. The results indicate no significant differences (p <0.05) in the responses of athletes, when these variables are controlled. Study 3: This study showed the occurrence of possible differences or similarities between statistical predictors of burnout in athletes. The sample was the same as in the second study. The results indicate that there are similarities statistics (p > 0,05) and significant differences (p < 0,05) between the scores of the predictors of burnout in athletes. These results suggest that the predictors of burnout in professional futsal Brazilian athletes with higher levels are: “Difficulty of reconciling sporting life and social life and “Physical exhaustion”; and factors at lower levels are: “Sensation of helplessness before training and competitions” and “Low perception of competence”.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/106581
Arquivos Descrição Formato
000943629.pdf (969.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.