Repositório Digital

A- A A+

Uso de métodos anticoncepcionais e adequação de contraceptivos hormonais orais na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil : 1992 e 1999

.

Uso de métodos anticoncepcionais e adequação de contraceptivos hormonais orais na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil : 1992 e 1999

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Uso de métodos anticoncepcionais e adequação de contraceptivos hormonais orais na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil : 1992 e 1999
Outro título Contraceptive methods and adequacy of oral contraceptive use in the city of Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil: 1992-1999
Autor Costa, Juvenal Soares Dias da
Gigante, Denise Petrucci
Menezes, Ana Maria Baptista
Olinto, Maria Teresa Anselmo
Macedo, Silvia
Britto, Marcelo Alexandre Pinto de
Fuchs, Sandra Cristina Pereira Costa
Resumo Realizou-se um estudo transversal de base populacional, com o objetivo de verificar a utilização de métodos contraceptivos e adequação do emprego de anticoncepcionais orais pelas mulheres de 20 a 49 anos, residentes na zona urbana da cidade de Pelotas. Os resultados foram comparados com outro estudo transversal de base populacional, realizado em 1992. Utilizou-se amostragem por conglomerados, incluindo-se 766 mulheres com idade entre 20 e 49 anos. Do total de mulheres, 495 (64,6%) utilizavam algum método contraceptivo, sendo mais freqüentemente empregados: anticoncepcionais orais (55,4%), ligadura tubária (22,2%), preservativo (10,5%) e dispositivo intra-uterino (7,7%). Entre as usuárias de anticoncepcionais orais, verificou- se que 22,2% apresentavam contra-indicação para seu emprego. O uso incorreto associou-se significativamente à idade, mas foi semelhante entre as classes sociais. Comparando os resultados com aqueles do estudo anterior, destaca-se a redução no emprego de anticoncepcionais orais, e maior freqüência de ligaduras, uso de preservativos e dispositivos intra-uterinos.
Abstract A cross-sectional study was conducted to assess contraceptive methods and the adequacy of oral contraceptive use by women aged 20 to 49 years in the city of Pelotas. The results were compared with another cross-sectional study performed in 1992. A sample was randomly selected, including 766 women aged 20 to 49 years. Some 495 of the sample (64.6%) used a contraceptive method, in the following order: oral contraceptives (55.4%), surgical sterilization (22.2%), condoms (10,5%), and IUD (7.7%). Among users of oral contraceptives, 62 (22.2%) had some contraindication. Incorrect use of contraceptive methods was associated with age but not with socioeconomic status. As compared to the previous study, there was a reduction in the use of oral contraceptives. Meanwhile, other methods such as surgical sterilization, condoms, and IUD were used more frequently than in 1992.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 18, no. 1 (jan.-fev. 2002), p. 93-99
Assunto Anticoncepção
Anticoncepcionais orais
Estudos transversais
Pelotas (RS)
[en] Contraception
[en] Cross-sectional studies
[en] Family planning
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/106760
Arquivos Descrição Formato
000938276.pdf (59.34Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.