Repositório Digital

A- A A+

Erosividade, padrões hidrológicos e período de retorno das chuvas erosivas de Santa Rosa (RS)

.

Erosividade, padrões hidrológicos e período de retorno das chuvas erosivas de Santa Rosa (RS)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Erosividade, padrões hidrológicos e período de retorno das chuvas erosivas de Santa Rosa (RS)
Outro título Erosivity, hydrological patterns and return period of erosive rainfalls at Santa Rosa, RS - Brazil
Autor Mazurana, Juliana
Cassol, Elemar Antonino
Santos, Luciana Carvalho dos
Eltz, Flavio Luiz Foletto
Bueno, Aristides Câmara
Resumo Este trabalho tem, como objetivo principal, determinar a erosividade, padrões hidrológicos, período de retorno e probabilidade de ocorrência das chuvas erosivas de Santa Rosa, RS, com base no período de 1975 a 2003. Foram anotados, para cada chuva considerada erosiva, a hora e a quantidade acumulada e os dados processados pelo programa computacional Chuveros, o qual calcula o índice EI₃₀ e os totais mensais e anuais da precipitação, além de determinar os padrões hidrológicos das chuvas. O período de outubro a março concentrou 60% da erosividade anual. O maior pico no potencial erosivo ocorreu em fevereiro (1.345 MJ mm haˉ¹ hˉ¹), enquanto julho e agosto foram os meses com menor potencial erosivo (525–550 MJ mm haˉ¹ hˉ¹). Na média, os padrões avançado, intermediário e atrasado têm 52, 24 e 24% do número de chuvas erosivas do ano, mas perfazem 58, 23 e 19%, respectivamente, do volume médio anual e 62, 21 e 17% da erosividade média anual. Espera-se que o valor da erosividade média anual que representa o fator “R” da USLE, para Santa Rosa, RS (11.217 MJ mm haˉ¹ hˉ¹ anoˉ¹) ocorra pelo menos uma vez a cada 2,3 anos, com probabilidade de ocorrência de 43,3%.
Abstract The objective of this work was to determine the rainfall erosivity, hydrological patterns, return period and probability of occurrence of erosive rainfalls in Santa Rosa in the State of Rio Grande do Sul, Brazil, based on the period from 1975 to 2003. For each erosive rainfall, the time was registered along with the accumulated amount and the data processed by the software CHUVEROS, which calculates the EI₃₀ index and the monthly and annual precipitation, as well as determining the hydrological pattern of each rainfall. The period from October to March concentrates 60% of annual erosivity. The highest peak in the erosive potential occurs in February (1,345 MJ mm haˉ¹ hˉ¹), while July and August are the months of smaller erosive potential (525 – 550 MJ mm haˉ¹ hˉ¹). On average, the advanced, intermediary and delayed patterns have 52, 24 e 24% of the number of erosive rainfalls per year, while these patterns correspond to 58, 23 and 19%, respectively, of the annual volume of erosive rainfalls and 62, 21 and 17% of the average annual erosivity. The mean annual index of erosivity which represents the “R” factor of USLE for Santa Rosa, RS, was 11,217 MJ mm haˉ¹ hˉ¹ yearˉ¹, which is expected to occur once every 2.3 years, with a probability of 43.3%.
Contido em Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande. Vol. 13, supl. (2009), p. 975-983
Assunto Chuva
Erosao hidrica
Santa Rosa (RS)
[en] Kinetic energy
[en] Rainfall erosive potential
[en] Rainfall intensity
[en] R factor
[en] USLE
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/107082
Arquivos Descrição Formato
000737111.pdf (110.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.