Repositório Digital

A- A A+

Ensaio aberto de reboxetina no tratamento de pacientes obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica

.

Ensaio aberto de reboxetina no tratamento de pacientes obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ensaio aberto de reboxetina no tratamento de pacientes obesos com transtorno da compulsão alimentar periódica
Autor Silveira, Ricardo de Oliveira
Orientador Kapczinski, Flávio Pereira
Data 2004
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas : Psiquiatria.
Assunto Bulimia nervosa
Obesidade
[en] Binge eating
[en] Noradrenaline
[en] Obesity
[en] Reboxetine
[en] Treatment
Resumo O transtorno de compulsão periódica (TCAP) é uma categoria diagnóstica recente sendo considerada uma forma de transtorno alimentar sem outras especificações e seus critérios diagnósticos estão incluídos no apêndice B do DSMIV. As características essenciais deste transtorno são episódios recorrentes de compulsão alimentar periódica, na ausência de comportamentos compensatórios inadequados característicos da bulimia nervosa (vômitos auto-induzidos, uso de diuréticos e laxativos, exercícios físicos em excesso e jejum prolongado), associados com prejuízo no controle e sofrimento significativo relacionados aos ataques de hiperfagia. Medicações antidepressivas são efetivas, pelo menos a curto prazo, na supressão do comer compulsivo e na redução de psicopatologia associada.O Objetivo deste trabalho foi avaliar a efetividade e segurança da reboxetina, um inibidor seletivo da recaptação de noradrenalina, no tratamento de pacientes obesos com TCAP.Nove pacientes obesos ambulatoriais com índice de massa corpórea (IMC = calculado como o peso em kilogramas dividido pelo quadrado da altura em metros) entre 30-45 kg/m,2 com TCAP de acordo com o DSM-IV e sem nenhuma comorbidade psiquiátrica associada, foram selecionados e receberam reboxetina 8 mg/dia durante 12 semanas de tratamento. O número de dias com compulsão alimentar periódica por semana, a escala de compulsão alimentar periódica (ECAP), o peso, o IMC, a escala de Impressão Clínica Global - Severidade (CGI-S) e a escalade avaliação de qualidade de vida da Organização Mundial de Saúde - versão abreviada (WHOQOL-BREF) foram utilizados como medidas de eficácia. Na análise estatística dos dados foi utilizado o Teste t pareado para avaliar mudanças nos escores pré e pós-tratamento e uma análise por intenção de tratar foi utilizada incluindo na análise a última visita de cada sujeito no estudo. Cinco pacientes completaram o estudo e apresentaram uma remissão completa do TCAP ao final do tratamento. A média do número de dias com compulsão alimentar periódica por semana modificou-se significativamente de 4,6 ± 1,8 para 0,2 ± 0,6 ao final do estudo (p = 0,0002). A média dos escores da ECAP caiu de 32,3 ± 6,32 para 9,3 ± 6,8 (p = 0,0003). Houve também uma redução estatisticamente significativa do IMC de 36,5 ± 4,48 para 35,06 ± 4,49 (p = 0,01) e na CGI-S de 5,1 ± 0,92 para 1,4 ± 1,01 (p = 0,0002). Uma redução significativa do peso corporal (média = 4,24 kg) também foi observada entre o baseline e o final do estudo (p= 0,01). A qualidade de vida foi avaliada pela WHOQOL-BREF no pré e pós-tratamento e houve diferença com significância estatística nas duas questões de qualidade de vida geral (p= 0,02) e no domínio psicológico (p= 0,03). Nenhum evento adverso sério foi observado.A reboxetina pode ser um agente efetivo e bem tolerado no tratamento do TCAP em pacientes obesos.
Abstract Binge Eating Disorder (BED) is a recent diagnostic category considered a non-specified eating disorder whose diagnostic criteria are listed in Appendix B of DSM-IV. Its essential characteristics are recurrent episodes of binge eating and the absence of inadequate compensatory behavior that is characteristic of bulimia nervosa (self-induced vomits, use of laxative and diuretics, excessive exercise, and prolonged fasting), associated with loss of control and significant distress related to the episodes of hyperphagia. At least in the short term, antidepressants are effective in the suppression of compulsive eating and in the reduction of associated psychopathology.The aim of this study was to assess in an open clinical trial the effectiveness and safety of reboxetine, a selective noradrenaline reuptake inhibitor, in the treatment of obese patients with binge eating disorder.Nine obese outpatients with body mass index (the Body Mass Index [IMC] value equals a person's weight in kilograms divided by the square of the person's height in meters) between 30-45 kg/m2, with BED according to DSM-IV, and with no associated psychiatric co-morbidity, received reboxetine 8 mg/day during 12 weeks of treatment. The number of days of binge eating per week, the Binge Eating Scale (BES), body weight, BMI, the Clinical Global Impression- Severity (CGI-S) scale and the World Health Organization Quality of Life Assessment Scale (WHOQOL-BREF) were used to measure efficacy. Paired t-test was used in the data statistical analysis to evaluate changes in pre and posttreatmentscores; an intention-to-treatment analysis including the last visit of study participants was also used. Five patients completed the study and presented a complete remission of binge eating by the end of the treatment. Mean number of binge days per week showed a significant change, down from 4.6 ± 1.8 to 0.2 ± 0.6 at the end of the study (p = 0.0002). Mean scores of BES were down from 32.3 ± 6.32 to 9.3 ± 6.8 (p = 0.0003). Statistically significant decreases were found in BMI, from 36.5 ± 4.48 to 35.06 ± 4.49 (p = 0.01), in CGI-S, from 5.1 ± 0.92 to 1.4 ± 1.01 (p = 0.0002). Also, a significant decrease in body weight (mean = 4.24 kg) was seen between baseline and the end of the study (p= 0.01). The quality of life was evaluated with WHOQOLBREF in pre and posttreatment.It was showed a statistically significant improve on overall quality of life and general health (p= 0,02) and on psychological domain (p= 0,03). No severe side effects were observed.Reboxetine may be an effective and well-tolerated agent in the treatment of BED in obese patients.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10731
Arquivos Descrição Formato
000600497.pdf (213.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.