Repositório Digital

A- A A+

The effects of industrial waste from enzyme production on pasture growth and soil chemical properties

.

The effects of industrial waste from enzyme production on pasture growth and soil chemical properties

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título The effects of industrial waste from enzyme production on pasture growth and soil chemical properties
Outro título Resíduo de indústria de enzimas no crescimento da pastagem e propriedades químicas do solo
Autor Giostri, André Faé
Bond, Luiz Fernando Montrucchio
Motta, Antônio Carlos Vargas
Pimentel, Ida Chapaval
Carvalho, Paulo Cesar de Faccio
Dionisio, Jair Alves
Abstract Farmers have used liquid waste from the enzyme industry as fertilizer. To determine the impact of liquid waste from enzymes (LWEs) on soil properties, plant growth and nutrient content in pasture, an experiment was conducted with five different rates of LWE application (0, 45, 90, 135 and 180 m3 ha-1) to a Cambisol in August 2006. In August 2007, 60 m3 ha-1 of LWE was applied in every treatment. Soil was sampled on four different dates and at four different depths (0-10, 10-20, 20-40 and 40-60 cm) to verify changes in its chemical properties. Soil was improved in terms of acidity and availability of Ca2+, Mg2+, K+ and P in the 0-10 cm layer, indicating that the effect of LWE is corrective concerning these attributes. There was also improvement in pasture quality through increased levels of N, P and K in plants during the first year of waste application. The use of larger doses of LWE led to increases in productivity (42.6 kg dry weight m-3 residues). These results indicate that the application of LWE is feasible for the fertilization of this grassland containing low-fertility acidic Cambisol.
Resumo O resíduo líquido da indústria de enzimas (LWE) é utilizado como fertilizante por muitos agricultores. Para determinar o impacto do uso de LWE no solo, crescimento e nutrição mineral do pasto nativo, foi executado um experimento com cinco doses de LWE (0, 45, 90, 135 e 180 m3 ha-1), aplicado em um Cambissolo Háplico distrófico, em agosto de 2006. Em 2007 uma única dose de 60 m3 ha-1 foi aplicada em todos os tratamentos. Amostras de solo foram coletadas em quatro profundidades (0-10, 10-20, 20-40 e 40-60 cm) para verificar mudanças nas propriedades químicas do solo. Foram executados cinco cortes para determinar condições nutricionais e produtividade das plantas. No solo constatou-se melhoria nos parâmetros de acidez e disponibilidade de Ca2+, Mg2+, K+ e P, indicando sua ação como corretivo da acidez e fonte de nutrientes. Houve melhoria na qualidade da pastagem através do aumento dos teores de N, K e P nas plantas. O uso de doses do resíduo proporcionou aumentos médios na produtividade (42,6 kg matéria seca m-3 resíduo). Os resultados obtidos indicam que o LWE mostrou-se viável na fertilização de pastagem em Cambissolo ácido de baixa fertilidade.
Contido em Acta scientiarum . Agronomy, Maringá. Vol. 36, n.2 (apr./june 2014), p. 247-257
Assunto Acidez do solo
Carbono
Fertilizante
Forragem
[en] Carbon
[en] Fertilizater
[en] Forage
[en] Soil acidity
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/107355
Arquivos Descrição Formato
000940750.pdf (290.0Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.