Repositório Digital

A- A A+

Brazilian soil science : from its inception to the future, and beyond

.

Brazilian soil science : from its inception to the future, and beyond

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Brazilian soil science : from its inception to the future, and beyond
Outro título A ciência do solo brasileira : do seu início, ao futuro e além
Autor Camargo, Flavio Anastacio de Oliveira
Alvarez, Victor Hugo
Baveye, Philippe
Abstract The present essay is meant to provide some background on the evolution of the soil science community in Brazil, since its inception, to describe its current situation, and to outline a number of opportunities and challenges facing the discipline in decades to come. The origin of Brazilian agronomy dates back to the beginning of the 19th century as a subdiscipline of botany, and its association with chemistry would later establish it as a science. In the middle of the 19th century, agricultural chemistry was born as a result of this association, leading to the establishment of edaphology, a branch of Soil Science. Another branch of Soil Science, known as pedology, was established as an applied and scientific knowledge in Brazil during the middle of the 20th century. During the same period, the Brazilian Soil Science Society (SBCS) was created, merging the knowledge of both branches and gathering all scientists involved. Twenty years after the SBCS foundation, the creation of Graduate Programs made Brazilian Soil Science enter the modern era, generating crucial knowledge to reach the current levels of agricultural productivity. Part of a community composed of 25 Soil Departments, 15 Graduate Programs and a great number of institutions that promote research and technology transfer, Brazilian soil scientists are responsible for developing solutions for sustainable development, by generating, adapting and transferring technology to the benefit of the country. The knowledge produced by SBCS members has been particularly significant for Brazil to achieve the status of most competitive tropical agriculture in the world. In the future decades, Soil Science will still remain topical in discussions regarding environment care and production of food and fibers, in addition, it will be essential and strategic for certain issues, such as water quality, reducing poverty and development of renewable sources of energy.
Resumo A presente revisão tem por objetivo apresentar a evolução da Ciência do Solo brasileira desde seu início, descrevendo sua situação atual e delineando oportunidades e desafios para as próximas décadas. A agronomia surgiu no País como uma subárea da botânica no início do século XIX e se aproximou da química, buscando o status de ciência. Dessa aproximação surgiu a química agrícola, ainda em meados desse século, dando origem a um dos ramos da Ciência do Solo: a edafologia. O outro ramo da Ciência do Solo (pedologia) consolidou-se como conhecimento científico e foi aplicado no País em meados do século XX. Nesse período foi criada a Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, englobando todo o conhecimento dos dois ramos e aglutinando todos os cientistas que trabalhavam na área. Com a criação dos programas de pós-graduação, 20 anos depois de fundada a SBCS, a Ciência do Solo brasileira entrou na era da modernidade, e o conhecimento gerado foi fundamental para que o País atingisse o patamar atual de produtividade agrícola. Com uma comunidade de 25 departamentos de solos, 15 programas de pós-graduação e um grande número de instituições de pesquisa e de transferência de tecnologia, os cientistas de solo viabilizam soluções para o crescimento sustentável, gerando, adaptando e transferindo tecnologias em benefício do País. O solo e o conhecimento gerado pelos membros da SBCS contribuíram significativamente para que o Brasil chegasse à condição de agricultura tropical mais competitiva do planeta. Nas próximas décadas, a Ciência do Solo continuará no centro de discussão para a produção de alimentos, fibras e conservação ambiental, mas também será essencial e estratégica para assuntos como a qualidade da água, o combate à pobreza e a produção de fontes renováveis de energia.
Contido em Revista brasileira de ciencia do solo. Viçosa. Vol. 34, n.3 (maio/jun. 2010), p. 589-599
Assunto Ciencia do solo
Edafologia
Pedologia
[en] Brazilian Soil Science Society
[en] Edaphology
[en] Pedology
[en] Retrospective and perspective
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/107356
Arquivos Descrição Formato
000941238.pdf (1.638Mb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.