Repositório Digital

A- A A+

Padrão alimentar, perfil antropométrico e lipídico em uma amostra de indivíduos com e sem câncer de próstata ou hiperplasia prostática benigna

.

Padrão alimentar, perfil antropométrico e lipídico em uma amostra de indivíduos com e sem câncer de próstata ou hiperplasia prostática benigna

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Padrão alimentar, perfil antropométrico e lipídico em uma amostra de indivíduos com e sem câncer de próstata ou hiperplasia prostática benigna
Autor Santos, Jacqueline Schaurich dos
Orientador Brum, Ilma Simoni
Co-orientador Spritzer, Poli Mara
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas : Endocrinologia.
Assunto Avaliação nutricional
Hiperplasia prostática
Meio ambiente
Neoplasias da próstata
[en] Alimentary pattern
[en] Anthropometric profile
[en] Benign Prostatic Hyperplasia
[en] Lipid profile
[en] Prostate cancer
Resumo Patologias prostáticas como a Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) e o Câncer de próstata (CaP) apresentam alta incidência, morbidade e mortalidade em indivíduos a partir de 40-50 anos. Fatores ambientais e nutricionais são possíveis fatores envolvidos no desenvolvimento destas doenças. Este trabalho tem por objetivo avaliar o padrão alimentar, perfil antropométrico e perfil lipídico em homens com e sem HPB e CaP e verificar se existe associação entre as variáveis consideradas e a presença de HPB ou CaP na amostra estudada. Foram entrevistados pacientes provenientes do ambulatório de Urologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (pelo médico da equipe) e preenchida ficha para coleta de dados pessoais e demográficos, história médica e familiar, idade, estágio e grau do tumor, volume da próstata e valor do PSA na época do diagnóstico. Após, os pacientes foram encaminhados à nutricionista para avaliação nutricional (peso, altura, dobras cutâneas, relação cintura/quadril e Recordatório de 24h). O consumo alimentar foi avaliado pelo Recordatório de 24h e analisado pelo programa de apoio à nutrição da Escola Paulista de Medicina – EPM (DIS-EPM, versão 1.5, 2002, UNIFESP). Os pacientes foram orientados a procurar o laboratório de análises clínicas do mesmo hospital para coletar uma amostra sangüínea para dosagem sérica de testosterona total, colesterol total, colesterol HDL e triglicerídeos. O IMC e a circunferência da cintura não apresentaram diferença estatística entre os grupos avaliados. O grupo HPB apresentou consumo menor (p<0,05) de calorias e carboidrato (1875 ± 635 Kcal/dia e 253 ± 105 g/dia) quando comparado ao grupo CaP (2017 ± 476 e 283 ± 75) e ao grupo controle(2179 ± 565 e 302 ± 91). O consumo de fibra alimentar (g/dia) foi significativamente menor (p=0,01) nos grupos HPB (27 ± 12) e CaP (28 ± 10) em relação ao grupo controle (34 ± 15). O consumo aumentado de fibras parece estar relacionado a menor incidência de HPB e CaP. O consumo de calorias e demais nutrientes, o perfil antropométrico e o perfil lipídico não demonstraram relação com estas doenças.
Abstract Prostatic pathologies such as Benign Prostatic Hyperplasia (BPH) and Prostate Cancer (PCa) present high incidence, morbidity and mortality among individuals at the age of 40-50 years. Environmental and nutritional factors seem to be involved in the development of these diseases. The objective of the present study is to assess the alimentary pattern, anthropometric and lipid profiles in men with and without BPH and PCa and to verify whether there exists an association among the considered variables and the presence of BPH or PCa in the studied individuals. Urology outpatients from Hospital de Clínicas de Porto Alegre were interviewed by a physician who collected personal and demographic data, medical and familiar history, age, stage and degree of tumor, prostate volume and PSA value at diagnosis. Patients were directed to a nutritionist for nutritional evaluation (weight, height, skin folds, waist/hip ratio and 24-hours recall). Alimentary intake was assessed by 24-hours recall and analyzed by the nutrition support program of Escola Paulista de Medicina – EPM (DIS-EPM, version 1.5, 2002, UNIFESP). Patients were asked to return to the clinical analysis laboratory at the same hospital the following week, in order to collect another blood sample to dose serum total testosterone, total cholesterol, HDL cholesterol and triglycerides. Body Mass Index and waist circumference did not show statistical difference among the assessed groups. The BPH group presented with lower intake (p<0.05) of calories and carbohydrate (1875 ± 635 Kcal/day and 253 ± 105 g/day) when compared tothe PCa group (2017 ± 476 and 283 ± 75) and the control group (2179 ± 565 and 302 ± 91). Fiber intake (g/day) was significantly lower (p=0.01) on BPH (27 ± 12) and PCa groups (28 ± 10) when compared to control group (34 ± 15). Higher intake of fibers seems to be related to lower BPH and PCa incidence. Calories and other nutrients intake, anthropometric profile and lipid profile did not show relation to these diseases.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10738
Arquivos Descrição Formato
000600597.pdf (255.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.