Repositório Digital

A- A A+

Interação genótipo × ambiente para peso ao ano em bovinos Nelore Mocho no Nordeste do Brasil

.

Interação genótipo × ambiente para peso ao ano em bovinos Nelore Mocho no Nordeste do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Interação genótipo × ambiente para peso ao ano em bovinos Nelore Mocho no Nordeste do Brasil
Outro título Genotype × environment interaction for yearling weight in Polled Nellore cattle in Northeast Brazil
Autor Ambrosini, Diego Pangung
Carneiro, Paulo Luiz Souza
Braccini Neto, José
Malhado, Carlos Henrique Mendes
Martins Filho, Raimundo
Cardoso, Fernando Flores
Resumo O objetivo deste trabalho foi avaliar a interação genótipo × ambiente (IGA) quanto ao peso ajustado aos 365 dias de idade, em bovinos da raça Nelore Mocha do Nordeste do Brasil, por meio de modelos de norma de reação, via regressão aleatória com abordagem bayesiana. Os modelos analisados incluíram o efeito fixo de idade da vaca (linear e quadrático) e os efeitos aleatórios genético aditivo e de grupo de contemporâneos. O modelo de norma de reação com variância residual homogênea e um passo (MHNRHO1p) proporcionou melhor ajuste aos dados do que os modelos com variância residual heterogênea e o modelo animal padrão (MA). As estimativas de variância genética (64,41±13,24 kg² a 842,31±58,29 kg²) e herdabilidade (0,11±0,01 a 0,63±0,02) aumentaram com a melhoria do gradiente ambiental. As correlações de Spearman variaram de 0,69 a 0,99, entre as classificações dos reprodutores com maiores valores genéticos nos MA e MHNRHO1p, nos diferentes ambientes, o que indica alteração na classificação, especialmente dos valores genéticos obtidos pelo MA nos ambientes superiores. A identificação desse nível de IGA torna necessárias as avaliações específicas dos indivíduos e rebanhos para os ambientes de baixo, médio e alto nível de produção.
Abstract The objective of this work was to evaluate the genotype × environment interaction (GEI), for the adjusted weight at 365 days of age, in Polled Nellore cattle from Northeastern Brazil, by using reaction norm models through random regression in a Bayesian approach. The analyzed models included the fixed effect of cow’s age (linear and quadratic), and the genetic additive and contemporary group random effects. The one‑step reaction norm models with homogeneous residual variance (RNHM1sHm) yielded better data adjustments than the models with heterogeneous residual variance, and the standard animal model (AM). The estimates of genetic variance (64.41±13.24 kg² to 842.31±58.29 kg²) and heritability (0.11±0.01 to 0.63±0.02) increased as the environmental gradient improved. Spearman correlation values ranged from 0.69 to 0.99, among the classification of breeders with the highest breeding genetic values in AM and RNHM1sHm, in distinct environments, indicating changes in classification, particularly in the genetic values obtained by AM in high‑quality environments. The identification of such degree of GEI requires that specific evaluation of individuals and herds are performed for environments of low, medium and high production.
Contido em Pesquisa Agropecuaria Brasileira : 1977. Brasilia. Vol. 47, n. 10 (out. 2012), p. 1489-1495
Assunto Bovino
Melhoramento genetico animal
[en] Bayesian inference
[en] Environmental gradient
[en] Genetic value
[en] Random regression
[en] Zebu cattle
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/107431
Arquivos Descrição Formato
000942661.pdf (1.138Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.