Repositório Digital

A- A A+

Viabilidade técnica do uso de resíduo do beneficiamento de arenito como substituição do agregado miúdo em argamassas

.

Viabilidade técnica do uso de resíduo do beneficiamento de arenito como substituição do agregado miúdo em argamassas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Viabilidade técnica do uso de resíduo do beneficiamento de arenito como substituição do agregado miúdo em argamassas
Autor Giordani, Caroline
Orientador Masuero, Angela Borges
Co-orientador Müller, Anderson Augusto
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo A incorporação de resíduos aos materiais de construção constitui tanto uma ampla fonte de estudos para os setores de pesquisa, como também uma prática usual para o setor da indústria da construção. Neste trabalho, foi investigada a possibilidade de utilização do resíduo proveniente do beneficiamento do arenito, na forma de agregado miúdo, em argamassas. Enquanto que, em um extremo, existe uma demanda contínua por agregados, observada pela quantidade expressiva de construções em andamento, em outro, existem elevadas quantidades inutilizadas do resíduo de arenito, o qual também possui características que podem vir a atender às funções dos materiais tradicionais, mas que só pode ser utilizado como tal após verificação de seu desempenho através de estudos específicos de viabilidade técnica. Primeiramente, o remanescente de arenito passou pelos processos de coleta, realizada em uma pedreira de extração de Arenito Botucatu em Taquara/RS, e de beneficiamento, a fim de reduzir o tamanho das partículas do resíduo até equivalência com as de agregado miúdo. Limitados pela quantidade de material, optou-se pela realização do estudo em corpos de prova de argamassa de cimento. O plano experimental contou com dois tipos de resíduo (amarelo e rosa), três traços, em massa, de cimento e agregado miúdo (1:1,5, 1:3,0 e 1:4,5) e cinco porcentagens de substituição do agregado miúdo natural pelo de arenito (0%, 25%, 50%, 75% e 100%). Verificou-se que o agregado miúdo de arenito possui uma granulometria com grande porcentagem de materiais finos e também possui uma elevada absorção, o que leva ao aumento da água necessária para a mistura, suprida neste trabalho pelo aditivo superplastificante, mas que gerou aumento no custo da argamassa. Com o aumento da substituição do agregado miúdo natural pelo de arenito, decorreu-se também o aumento da resistência à compressão no traço intermediário e pobre, enquanto que no traço rico a resistência manteve-se próxima da argamassa de referência. A absorção de água por capilaridade é menor para todas as argamassas que possuem agregado miúdo de arenito, comparativamente com a formada apenas por agregado natural. Tanto a massa específica aparente quanto o módulo de elasticidade dinâmico são maiores para o traço mais rico. Em geral, de acordo com o método e ensaios propostos neste trabalho, o material apresentou características adequadas para uma possível utilização.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/107494
Arquivos Descrição Formato
000940814.pdf (2.866Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.