Repositório Digital

A- A A+

Estrutura da meiofauna em praia arenosa subtropical com ênfase no Filo Nematoda

.

Estrutura da meiofauna em praia arenosa subtropical com ênfase no Filo Nematoda

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estrutura da meiofauna em praia arenosa subtropical com ênfase no Filo Nematoda
Autor Jesus, Murillo Fernando de Souza
Orientador Ozorio, Carla Penna
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase em Biologia Marinha e Costeira: Bacharelado.
Assunto Fauna bentônica
Nematoda
Rio Grande do Sul, Litoral norte
[en] Foreshore
[en] Meiobenthic community
[en] Nematoda
[en] Zonation
Resumo Esse trabalho teve como objetivo caracterizar a estrutura da comunidade meiobentônica de uma praia subtropical do Atlântico Sul Ocidental, com ênfase na nematofauna, utilizando as categorias de grupo trófico e o índice de maturidade (IM). Foi escolhida uma faixa de praia com pouca urbanização entre os municípios de Imbé e Osório (RS), onde foram estabelecidos três transectos, com uma distância de 200m entre eles. Em cada um, foram determinados quatro estratos no gradiente de umidade praial, com uma distância padrão de 90m entre si: Supralitoral, Entremarés Úmido, Entremaré Saturado pela água do mar e Infralitoral Raso, nos quais foram obtidas seis unidades amostrais, aleatórias em 0,025 cm2, da meiofauna. Em cada estrato, ainda foram feitas medidas de temperatura no sedimento e coleta do mesmo para mensuração dos teores de matéria orgânica e de umidade. As amostras da meiofauna foram obtidas com auxílio de um corer de 3 cm de diâmetro até a profundidade de 5 cm, conservadas em etanol 70% e, posteriormente, submetidas ao método de flotação com solução saturada de NaCl, para separação dos organismos do sedimento. A identificação e quantificação em nível de táxon superior foram realizadas utilizando-se placa de Bogorov e estereomicroscópio e em nível de gênero de Nematoda, através da montagem de lâminas semipermanentes e microscópio óptico. Para cada gênero, foi atribuído, com base na bibliografia, um tipo trófico e um valor de c-p (colonizador-persistente), para o cálculo do IM dos estratos. A estrutura da meiofauna foi avaliada através da ANOVA Fatorial, sendo os fatores “Variabilidade temporal” com dois níveis (janeiro e março), “Variabilidade espacial” com três níveis (perfis de amostragem) e “Zonação” com quatro níveis, (estratos mencionados), e a variável dependente, a densidade total da meiofauna (MT). Teste de Correlação de Spearmann foi efetuado para examinar a relação entre os grupos meiofaunais e as variáveis ambientais, enquanto Análise de Componentes Principais para avaliar associações entre os gêneros. Nematoda foi o mais abundante (59,6%), seguido por Copepoda Harpacticoida (18,6%), Turbellaria (15,6%) e Oligochaeta (4,64%). Registrou-se com porcentagens < 0,5 Acari e juvenis de Polychaeta, Bivalvia e Diptera. Diferenças significativas na densidade total da meiofauna foram verificadas entre perfis e estratos. No Supralitoral e Infralitoral, a MT apresentou menores densidades, o que sugere maior estresse da comunidade, provavelmente, no primeiro devido à dessecação e no segundo, a ação mecânica das ondas no substrato. Quanto à composição, no Supralitoral, predominaram Nematoda (72,2%), com alguns gêneros de origem terrestre, e Oligochaeta (13,11%), enquanto no Infralitoral, Nematoda (78,7%) e Harpacticoida (14,55%). Já no Entremarés Úmido e no Entremarés Saturado, as densidades de MT foram maiores (389,17ind/7cm² e 480,67ind/7cm² respectivamente) com representação expressiva dos quatro grupos animais mais abundantes, o que indica que estas zonas são mais favoráveis aos organismos. Este padrão também foi verificado na nematofauna, pois a analise de ordenação agrupou os gêneros em três conjuntos distintos correspondentes ao Supra, Infralitoral e Entremarés. Em relação aos grupos tróficos e ao índice de maturidade, consumidores de depósito não seletivos dominaram em todos os estratos e a contribuição maior de gêneros colonizadores manteve o IM entre 2,5 e 1,5, sendo o último registrado no Supralitoral. Acredita-se que os resultados obtidos expressam a resposta da meiofauna às condições ambientais instáveis e adversas causadas pela dinâmica praial.
Abstract This study aimed to characterize the structure of the meiobenthic community in a subtropical beach of the Western South Atlantic, with emphasis on nematofauna, using the classification of trophic group and maturity index (MI). It was chosen a beach site with little urbanization between the municipalities of Imbe and Osorio (RS), which were established three transects, with a distance of 200m among them. In each one, four strata were determinated according to the moisture gradient beach: Supralittoral, Wet Intertidal, Saturated Intertidal by marine water and Shallow Sublittoral, in which six sampling units of meiofauna were obtained randomly at 0,025 cm2. In each stratum, there were still made temperature measurements in the sediment and collections of the same for the measurements of the organic matter and moisture levels. The meiofauna samples were obtained with corer of 3 cm in diameter to a depth of 5 cm, preserved in 70% ethanol and, subsequently, subjected to the method of flotation with saturated solution of NaCl, for separation of the organisms of the sediment. The identification and quantification in level of higher taxon were performed with the aid of a plate of Bogorov and stereomicroscope and at the level of Nematoda genera, through the preparation of semi-permanent slides and optical microscope. For each genus, there were assigned on the basis of the bibliography, a trophic type and a value of c-p (colonizer-persistent), for the calculation of MI (maturity index) of the strata. The meiofauna community structure was evaluated by means of Factorial ANOVA, with factors "temporal variability" with two levels (January to March), "spatial variability" with three levels (profiles of sampling) and "Zonation" with four levels (strata mentioned) and the dependent variable was the total density of meiofauna (MT); Spearman correlation was performed to examine the relationship between the groups meiofaunais and the environmental variables, while Principal Components Analysis to assess associations among genera. Nematoda was the most abundant (59.6%), followed by Copepoda harpacticoids were (18.6%), Turbellaria (15.6 %) and Oligochaeta (4.64%).Were recorded with percentages < 0.5 Acari and juveniles of Polychaeta, Bivalvia and Diptera. Significant differences in total density of meiofauna were checked between profiles and strata. In Supralittoral and Infralittoral, MT showed lower densities, which suggests greater stress of the community, probably, in the first due to the drying and in the second, the mechanical action of the waves on the substrate. With regard to the composition, in Supralittoral, Nematoda predominated (72.2%), with some terrestrial genera, and Oligochaeta (13.11%), while in Infralittoral, Nematoda (78.7%) and harpacticoids were (14,55%). In Intertidal Wet and Intertidal Saturated, higher MT densities (389.17ind/7cm² and 480.67ind/7cm² respectively) and expressive representation of the four animals groups more abundant indicated that these areas are more favorable to the organisms. This pattern was also observed in nematofauna, because the result of ordination grouped genera in three distinct sets corresponding to Sublittoral, Infralittoral and Intertidal Zone. In relation to trophic groups and maturity index, consumers deposit nonselective dominated in all strata and the greater contribution of genera colonizers maintained the MI between 2.5 and 1.5, and the last recorded in Supralittoral. Certainly, these results express the response of meiofauna to unstable and adverse environmental conditions caused by beach dynamic.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/107635
Arquivos Descrição Formato
000932323.pdf (2.798Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.