Repositório Digital

A- A A+

Políticas da morte-acontecimento

.

Políticas da morte-acontecimento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Políticas da morte-acontecimento
Autor Rosa, Marcele Pereira da
Orientador Silva, Rosane Azevedo Neves da
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Morte
[en] Death
[en] Event
[en] Politics
Resumo Esta dissertação trata do desmedido, do desumano, da afirmação, da criação, da morte. Trata de entender a morte como um acontecimento e este como importante conceito das Filosofias da Diferença, em especial a de Gilles Deleuze. É enquanto acontecimento que a morte passa a agregar o máximo da neutralidade em relação ao já-formado, mas também o máximo da potência capaz de tudo criar, inclusive uma existência passível de superar a forma humana com sua perpétua reprodução do mesmo e da subjugação no presente. Morte como a tarefa desumanizante que está na base da função política da Psicologia. E, assim, trata da morte como mecanismo potencializador de vida e não como sua finalização absoluta e infértil. Morte que povoa uma vida da imanência e dá a ela toda sua virtualidade. Esta dissertação trata do colapso, do simulacro, do tempo aiônico, do querer. Trata do riso.
Abstract This dissertation deals with the immeasurable, the dehumanizing, the affirmation, the creation, death. It deals with the understanding of death as an event and as an important concept of the Philosophies of Difference, especially the one of Gilles Deleuze. It is while an event that death starts to aggregate a maximum of neutrality in relation to the already-formed, but the maximum of the potency able to create everything, and also an existence capable of overcoming a human form with its perpetuous reproduction of itself and of subjugation in the present. Death as the dehumanizing task is in the basis of political function of Psychology. And, thus, approaches death as a potentiality mechanism of life and not as its absolute and infertile finalization. Death populates a life of immanence, and gives it all its virtuality. This dissertation deals with the collapse, the simulacrum, the aionic time, will. It deals with laughter.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/10770
Arquivos Descrição Formato
000599653.pdf (213.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.